quinta-feira, 9 de setembro de 2010

Uma das piores entrevistas que vi na vida

E a culpa nem é de Luís Filipe Vieira. Que raio de preparação de entrevista por parte de Rodrigo Guedes de Carvalho foi aquela? Numa altura em que tanto havia para falar sobre a actualidade do Benfica, a SIC reservou um espacinho de 25 minutos para o presidente do Benfica responder a um par de perguntinhas. Perguntas essas que pareciam ter sido feitas hoje de manhã depois de ter lido as capas do Record e do Correio da Manhã: "então houve interesse por Simão e este foi vetado por Jesus?", "o Benfica vai virar-se para o mercado russo?", o que foi aquilo? "Mercado russo" depois do mercado ter fechado é um pouco absurdo.

A juntar a isto, quase metade do tempo foi passado a falar de fait-divers que, podendo (e devendo) ser abordados, eram questões de segundo plano. A selecção, Queiroz, Laurentino Dias, tudo questões que pouco dizem aos portugueses, em visível afastamento com "a equipa de todos nós", dizem ainda menos aos benfiquistas neste momento. Basicamente, o que interessava desta entrevista foi abordado em dez minutos, o resto foram questões secundárias. Em relação ao que Luís Filipe Vieira disse, eis o melhor e o pior:

Muito Bom: O desprezo mata Pinto da Costa, e aqui Vieira esteve "cinco estrelas". "Ignoramos tudo o que daí vem.", afirmou o presidente. Também esteve bastante bem ao levantar o véu sobre o negócio Di Maria, faltou apenas referir em que condições é que as cláusulas estipuladas são activadas.

Bom: Caso FPF/Queiroz/Laurentino Dias/Luís Horta. Percebeu-se, oficialmente, a posição do Benfica: atacar o secretário de Estado do Desporto, Laurentino Dias, e o presidente do ADoP, Luís Horta, pelas posições tomadas no caso Nuno Assis e ainda pelo não-envolvimento do Apito Dourado no caso do primeiro. Pode não ser bonito, mas defende os interesses do Benfica, esteve bem aqui, LFV.

Razoável: A mensagem dada no final da entrevista sobre a arbitragem, apesar de estar bem direccionada, devia ter sido abordada noutra altura, pareceu encaixada "a martelo". O negócio de Eduardo (e Evaldo?) também foi razoavelmente gerido.

Mau: A questão Roberto. Vieira não deveria ter falado tanto tempo do jogador, neste momento. Na véspera de um jogo que tem tanto de difícil como de importante, penso que o presidente, como figura máxima do clube, não deveria ter dado tanta importância ao caso. Era mais simples ter dito "Roberto tem toda a nossa confiança, é um excelente guarda-redes e não é caso nenhum, é um jogador como qualquer outro." Matava-se logo o caso à nascença, mesmo que o que fosse dito não correspondesse à verdade.

Muito Mau: Logo no início da entrevista, após a questão das quatro derrotas consecutivas, Vieira respondeu como adepto e não como presidente. Não pode ser. Esteve melhor no final da entrevista ao voltar a abordar o tema, mas aqui a resposta soou a má desculpa (apesar de termos sido efectivamente prejudicados). Quero que o Benfica, no local e no momento oportuno, se queixe das arbitragens, não ali num Jornal da Noite.

Concluindo, esta entrevista serviu para muito pouco, como tinha referido antes de ela acontecer. Não esclareceu, foi insípida, curta e cheia de questões de importância menor, o que revelou má preparação por parte do jornalista. Foi pena, mas também não esperava mais que aquilo. Alguém esperava?

14 comentários:

Vasco Portugal disse...

Percebeu-se claramente que o LFV estava ali para dar a cara e responder a tudo, se a entrevista correu mal a inteira responsabilidade é do jornalista, que parece ter preparado as perguntas a partir das noticias do dia, e logo as piorzinhas como as do CM E JN...
Um jornalista minimente preparado, deveria ter perguntado pelo papel de Rui Costa, o negócio Rodrigo e Alipio, para onde vai alipio?o empréstimo de Urreta quando faltam extremos? quais as intenções para com os jovens da formação, para quando a integração e oportunidades para alguns? substituição de Ramires? negócio Sálvio, se á a possibilidade de adquirir o passe e por quanto...objectivos na champions, propostas recebidas por jogadores esta época, David Luiz, Luisão, Sidnei, Cardozo, R. Amorim, Coentrão... etc
tudo isto ficou por perguntar e ainda se andou a perder tempo a discutir temas batidissimos como a selecção... enfim

Éter disse...

É que parece mesmo que o Guedes pegou nos jornais uns minutos antes da entrevista e tirou uns apontamentos... Muito mau.


Olha lá, onde é que me posso inscrever na Liga? O link aqui do lado direito é para a do ano passado...

João Silva disse...

Parabéns pelo seu comentário. Sou adepto do FC Porto e este foi provavelmente o melhor comentário que já li. Não descurou naturalmente a sua cor clubística, mas conferiu seriedade e racionalismo na análise à entrevista de LFV.
Parabéns.
João Silva

Anónimo disse...

A entevista no meu ponto de vista tanto correu mal para o jornalista como para o LFV, mas o pior mesmo foi no fim, quando o LFV ofereceu a camisola do Benfica ao Jornalista, e este ignorou completamente a oferta. Acho que o Presidente do Benfica deveria fazer um comunicado sobre isto e curtar relações com a Sic. (atenção que nao tenho nada contra a Sic)

JNF disse...

Éter(1) e anónimo(2):

1 - Já está feito. Quanto ao RGC (qual reunião geral de curso), ele até é bom jornalista, mas ontem esteve muito mal, foi pena.

2 - Isso não é verdade, era apenas para LFV não intervir com as câmaras. Aliás, RGC é benfiquista.

Mr. Shankly disse...

Qual é o local e momento oportuno para nos queixarmos das arbitragens?

Éter disse...

Confirmo que o Guedes é benfiquista. Ele só não aceitou a camisola nessa altura por uma questão de profissionalismo e por questões técnicas.

Não é como aquele asno do Júlio Magalhães que quase vestia uma camisola do fcp em estúdio.

DeVante disse...

João Silva,

Quais as perguntas que gostavas que os "jornalistas" fizessem ao Pinto da Costa?

Tenho essa curiosidade...

Pedro Veloso disse...

Bom, acho que no geral a entrevista não foi nada de especial, mas sobretudo pelo rumo que o R.G.Carvalho lhe deu e pela falta de tempo (não podia ser uma hora a entrevista??).

Gostei bastante do LFV naquilo de que falou. Em especial, na explicação sobre a transparência no negócio Roberto, foi à líder. Depois, por não deixar passar as arbitragens em claro, embora o apresentador, como é hábito, lhe tenha cortado logo o pio quando ele ia abrir o livro. Queria-o ter visto usar a palavra "roubo" mas ao menos ficou a nota de que não vamos admitir o que se tem passado.

Gostei bastante (embora aquilo tenha "tirado" dez minutos de Benfica à entrevista) do que ele disse sobre o Laurentino. E de ter dito a verdade sobre isto (independentemente de detestarmos todos o Queiroz), de que ouve aqui uma orquestração clara, recuperando ainda o processo do N.Assis.

Esteve bem na nota sobre o Mantorras, mas devia ter-se resguardado e não confirmado que ele poderia abandonar o futebol antes da tal reunião.

Infelizmente, há várias coisas que gostaríamos de ver abordadas, como os negócios Rodrigo e Alípio, apoio ao Fernando Gomes, direitos televisivos, etc., e que não foram. Mas por um lado ainda bem, porque quando entrevistam o corrupto ele também só fala do que lhe apetece.

JNF disse...

Mr. Shankly,

para mim, não era ali certamente. Assim ainda parecia que o presidente do Benfica tinha pedido uma entrevista para falar mal da arbitragem.

Poderia e deveria, a meu ver, ser no dia seguinte a uma má arbitragem, de preferência numa conferência de imprensa ou assim parecido. Não no jornal do clube nem na Benfica TV, isso não me parece ter o impacto suficiente para causar dano.

Mr. Shankly disse...

Eu não concordo. A seguir a um jogo parece que estamos a falar a quente, e parece que falamos só daquele jogo e não de um sistema com 30 anos. Parece coisa que o presidente do Felgueiras faria depois de ser prejudicado num jogo com o Feirense.

Toneca disse...

Concordância geral, Rodrigo Guedes de Carvalho muito mal. Só faltou abordar o Presidente sobre o Orçamento de Estado p 2011 e sobre a expulsão dos ciganos em França;

Apenas critico o acto da entrega da camisola, parecia um político a oferecer bonés e a querer ficar bem na fotografia! Poderia ter sido mais moderado!

dezazucr disse...

Concordo com o JNF:

"no dia seguinte a uma má arbitragem, de preferência numa conferência de imprensa"

Não parece a quente, nem está muito longe do acontecimento e por isso desfasado no tempo.~

Devería ser no dia seguinte e com a compilação das imagens. Uma imagem vale mais que 1000 palavras.

Galaad disse...

Dezazucr e JNF;

Não concordo. Ou seja, mesmo passado tanto tempo e mais a frio, percebe-se que fomos gamados. Embora entendo que isso não serve de desculpa já que, se sabemos que vamos ser roubados, temos de marcar sempre mais um ou dois...

Quanto á entrevista, não a vi...