domingo, 27 de março de 2011

Nem conseguem vencer as eleições em casa


RIP Sporting (1906 - 2011)

Confesso que a minha última madrugada foi muito bem passada. Não a ver uma comédia do Jim Carrey ou do Eddie Murphy mas a desfrutar de um outro filme igualmente rasca: as eleições do Sporting. Nas últimas semanas assistimos a uma campanha selvagem entre candidatos mais preocupados em atacar os outros e a apresentar treinadores, jogadores e argumentos financeiros que projectos desportivos. Não admira, portanto, que o Sporting esteja na situação que todos sabemos.

A máscara do clube da elite voltou a cair ao chão. Nem falo do baixo nível da campanha ou das inúmeras gaffes, falo sim do que os próprios adeptos, que se consideram de um clube diferente, e que uma vez mais rebentaram petardos, agrediram jornalistas, polícias e consócios, contribuindo um pouco mais para o clima insuportável que se vive no futebol português. Se Benfica e Porto estão em guerra um contra o outro, o Sporting está em guerra consigo mesmo, uma guerra civil que parece se eternizar.

O circo montado pela comunicação social foi fascinante. Mal surgiu a previsão do Record que indicava a vitória de Bruno de Carvalho, afirmei e escrevi que a vitória não escaparia certamente a Godinho Lopes. Fácil, é o Record. E durante a noite, à medida que a vitória do empresário de 39 anos ia deixando menos dúvidas, com o avançar da noite, as dúvidas adensavam-se. Foi penoso assistir aos comentários de Rui Oliveira e Costa na televisão e dos sportinguistas à volta do estádio. De que falaram? Vá, é fácil, pensem um bocadinho: de que falam os sportinguistas no dia de eleições do seu clube? Do Benfica, claro está. Desde a traição de Simão que foi bem pior que a de Moutinho ao facto de o Sporting ter conseguido uma vitória no futebol de praia que não teve o devido destaque na Comunicação Social, ao contrário do que aconteceria se a vitória fosse do Benfica, tudo serviu para atacar o maior clube de Portugal. Foi uma noite bem passada. Às 4:20 da manhã o sono venceu-me e fui-me deitar com a certeza de que, fosse qual fosse o resultado das eleições, o Sporting não se endireitaria tão depressa.

Quando acordei na manhã seguinte, nem queria acreditar no sucedido. Godinho Lopes tinha ganho. Sim, o Godinho que apoia as claques que invadiram as salas de votos, o Godinho que é o maior rosto da continuidade e do projecto Roquette. Os sportinguistas, uma vez mais, preferiram (ainda que não a maioria) votar na continuidade da mediocridade. Votar no homem que construiu o estádio que eles tanto amaldiçoam. A continuidade de Bettencourt está assegurada e a previsão de Dias da Cunha parece cada vez mais certa. O Sporting, mais cedo ou mais tarde, vai morrer. E com a complacência dos seus sócios. A esta hora, Artur Agostinho estará às voltas no caixão. Descansa em paz, Sporting.

14 comentários:

Olho Gordo disse...

Concordo. Acho que estamos a testemunhar o princípio do fim. É uma tristeza, mas eles assim o quiseram.

Anónimo disse...

Isto em nada diz ao Benfica mas enfim.

Anónimo disse...

Vocês bem nos tentam lamber as botas mas nós não caímos nessa, somos um clube democrático, elegemos o GL é com ele que temos que levar, eu não votei nele mas tenho que aceitar.
E agora faça um post sobre eleições de um clube quando o seu for democrático....

Anónimo disse...

Nem uma eleições conseguem organizar. Fecharam as urnas ás 8 da noite e só ás 6 da manhã é que acabou...ou não, vamos ver.

Nem sabem contar.

São estes que querem dar luta ao Benfica e aos corruptos???

GNR

JNF disse...

Lamber as botas? A negação é lixada.

Democracia no Benfica existe desde o tempo da ditadura, ao contrário do que acontecia no tempo do Sporting do Goes Mota e outros que entravam nas cabines de arbitragem com armas de fogo.

JNF disse...

Qual é o número que vem a seguir ao 17?

Foi por isso que durou até às 6 da manhã.

Anónimo disse...

In Bola:

04.48 horas - Rogério Alves confirma que já tem informação oficiosa de que foi eleito presidente da Assembleia Geral e que já felicitou Bruno de Carvalho.

05.11 horas - Entre insultos, adeptos pedem... a demissão de Godinho Lopes.

Só rir, só rir....

GNR

John Wakefied disse...

1- Isto comprova que a questão estrutural do clube bateu no fundo. Nem eleições souberam realizar. O Sporting não tem uma estrutura sólida. Depois querem coesão? é claro que não a terão e depois surgem os desentendimentos entre eles todos, terminando inclusive à porrada de vez em quando (ver o caso do liedson e do sá pinto).

2- Todos os candidatos fazem parte deste circo. Prometem mundos e fundos, todos querem colocar o Sporting a viver acima da sua realidade. O Soares Franco poderia ter muitos defeitos, mas não se punha a prometer reforços milionários.

3- Por fim, devo dizer aos verdadeiros sportinguistas (que amam o clube e não vivem com o ódio aos rivais) como era o Artur Agostinho e como o é o fenomenal Moniz pereira, lamento porque não merecem.
Aos falsos sportinguistas (que não amam o clube e que vivem com o ódio aos rivais), digo-lhes é muito benfeita. Ainda hoje vi um sportinguista na internet (não era o famoso pauloscp mas sim outro) a torcer para que o fcp fosse ganhar à Luz só para nos humilhar e que não queria saber do resultado eleitoral do scp. Era seguramente sportinguista pelo nickname, mas na prática, é graças a individuos como este, que o Sporting está como está - submisso ao fcp e sem cultura própria que já a perdeu há anos.

DMC disse...

eheheh..
por incrivel que possa parecer a muita gente, eu segui as eleições por 2motivos. Primeiro porque nem em sketchs se tem animação tão boa :)
em segundo, porque tinha curiosidade e muito torci pelo único candidato que me parece ter um plano para o Sporting. O Sporting é um clube triste que nem consigo mesmo se entende quanto mais com os outros. Adiante isto tudo, tenho pena de o ver cada vez mais refém dos bancos e dos bandalhos que por lá andam.. Gostava de ter um Sporting a sério e não um que tenta bater recordes de distância para o 1ºlugar.
Aliás, tendo o ano passado ficado a 28, este ano ficado a mais, gostaria de vos perguntar (com um entusiasmo à Futre :) ) quantos pontos acham que vão ser para o ano e se acreditam mais no terceiro ou quarto lugar?
cumps
DMC

João Maia disse...

O Benfica é o melhor exemplo de democracia. Há adeptos a votarem em todo o mundo, via on-line, e graças a isso poupam-se horas de contagem de votos.

Quanta à crónica, ao ler parecia que tinha sido eu a escrever, também desliguei a tv a essa hora, com a mesma sensação. Acordei e a primeira coisa que fiz foi ver como tinha sido o resto da noite.

Obrigado Sporting, ainda dizem que não há sentido de humor nos dia que correm, quais gatos fedorentos, qual Herman...

JD disse...

Dá-me muito pouca vontade de rir. Sem o Sporting na luta, é mais dificil destruir o sistema. Acreditem ou não, sozinhos não conseguimos.

Além de que me fez recordar que ainda há alguns anos estivemos na mão de um artista do pior, que agora estamos na mão de um que não consigo qualificar e que não sei como irá sair um dia do clube, e que também quiseram bater num presidente do Benfica (Manuel Damásio, quem parou o motim foi o Jorge Máximo que gritou:" É um Presidente do Benfica! Nunca ninguem baterá num Presidente do Benfica!!"), recordei também que tivemos uma claque de encapuzados a invadir uma AG...uiiii...temos tantos telhados de vidro!

Na cara dos outros vemos as nossas costas...

Anónimo disse...

Se o sporting quisesse alterar os estatutos à pressão para que um concorrente de peso não podesse entrar na corrida também o poderia fazer, tipo Vieira. Não é?

E, no fundo, o que os vermelhos que dizem torcer pelo sporting é para ver se ao menos há quem um dia pare os azuis! lol

Anónimo disse...

É democracia sim senhor, é por isso que um candidato da ultima vez teve que ir votar escoltado pela policia para não lhe partirem o couro.

Anónimo disse...

JNF,
O número que vem a seguir ao 17 é o 17+1!
Essa escapou-te, amigo...
Ricardo Gomes