terça-feira, 14 de agosto de 2012

Equipa B

A equipa B já iniciou o campeonato nacional da II Liga. Apesar de não ter muito tempo para acompanhar os trabalhos da equipa liderada por Norton de Matos, e de não saber ao certo o que está a ser feito com aquela formação, há um conjunto de ideias-base que tenho em relação às equipas B em geral e que penso que deveriam ser aplicadas visto conduzirem aos objectivos que, para mim, devem ser os deste tipo de formações.

O objectivo: mais que ganhar, é dar a possibilidade aos jogadores de se desenvolverem e de virem a integrar a equipa principal em épocas futuras e em situações pontuais de emergência (crises de castigos e lesões, por exemplo). É preciso dar tempo, espaço e oportunidades na equipa B aos jovens jogadores, sobretudo aos oriundos da formação. E é daqui que a equipa B não pode, ou pelo menos não se deve, desviar do seu rumo. Deve ser uma extensão dos escalões de formação, aproveitando-se todos os jovens atletas que tenham qualidade e reforçando-se apenas cirurgicamente para posições carenciadas. Não apostar na formação que se faz no SL Benfica significa a total descredibilização do trabalho feito durante anos e anos com aqueles jovens atletas.

Os jogadores: como ficou evidente pelo parágrafo anterior, os jogadores deveriam ser oriundos da nossa formação. Olhando para o que se passa no actual plantel da equipa B, penso que o objectivo foi parcialmente conseguido. Ainda assim, há debilidades em algumas posições que precisam de ser colmatadas. Defesas centrais, onde andam eles? Teve de jogar o Carole a central contra o Braga, não foi? Não deveria acontecer uma situação destas. Por onde anda o central da geração de 90, de seu nome João Pereira, que até tinha muita qualidade quando jogava nos juniores? No Sheriff, da Moldávia. A esta hora devia estar a integrar a equipa B. O mercado ainda não fechou, resta acreditar que as lacunas vão ser tratadas.

O treinador: pode ser um de dois tipos. Um professor que funcione como pedagogo, com experiência de trabalho nos escalões jovens e que seja conhecido pelas capacidades de potenciar jovens talentos ou um jovem treinador ambicioso, cujas ambições passem por treinar a equipa principal do Benfica e que, para tal, além de potenciar os atletas também tenha sede de resultados com a equipa B. Vistos estes dois perfis, não sei em qual é que Norton de Matos encaixa. A carreira do actual treinador da equipa B resume-se a falhanços: não promoveu as equipas que treinou na antiga 2ª Divisão B (Atlético e Barreirense), treinou o Espinho em 93/94 e 94/95, sendo que os nortenhos só conseguiram a promoção na época imediatamente a seguir à saída de Norton de Matos. Foi ainda director desportivo de um Sporting que contratava muito e mal, não conseguiu a promoção com o Salgueiros quando tinha plantel para isso, foi despedido do Setúbal a tempo de a equipa conseguir terminar o campeonato numa posição tranquila e de ir ao Jamor. A última experiência em Portugal aconteceu na época 2006/2007, quando foi contratado para trazer o Vitória de Guimarães de volta à primeira divisão, mas acabou por ser despedido a meio do campeonato devido aos maus resultados, sendo que o seu substituto, Manuel Cajuda, encetou uma recuperação memorável que culminou com a subida dos vimarenenses. Resumindo, bem vistas as coisas, o Benfica contratou um treinador com alguma experiência de 2ª Divisão mas sem qualquer feito relevante alcançado durante a sua carreira, nem qualquer qualidade especial reconhecida. Agrada-me mais o perfil de um "treinador-pedagogo" com experiência e resultados conseguidos nas divisões secundárias, apesar de homens mais novos e ambiciosos, como o caso de Paulo Bento (vejam o seu percurso e o que aconteceu aos jovens por ele treinados enquanto treinador de juniores do Sporting), também sejam uma opção a considerar. Mesmo dentro do Benfica existe um treinador chamado Bruno Lage que tem apresentado trabalho e resultados muito positivos nos escalões de formação. Sendo a equipa B uma extensão dessa mesma formação, não poderia Lage, se quisesse, ter uma oportunidade enquanto treinador dos "B"'s?

Objectivos classificativos: fazer um campeonato tranquilo e não descer. A 2ª divisão é o nível competitivo ideal para estes jogadores numa perspectiva de virem a integrar a equipa principal no curto/médio-prazo, por isso é fundamental assegurar a permanência ano após ano. Caso isso não se verifique, a equipa B será um falhanço autêntico, confirmando que não há jogadores capazes de formar uma equipa que assegure essa qualidade. Ganhar é importante, mas neste caso o fundamental é continuar a criar condições para o desenvolvimento dos jogadores. Daí que os resultados estejam num segundo plano, sem no entanto esquecer que é importante assegurar a permanência.

19 comentários:

Meddler disse...

A lacuna no eixo da defesa podia ter sido colmatada se o Benfica tivesse concretizado a contratação do Paulo Oliveira, que agora integra a equipa principal do VSC. Está ali outro Neto, ou ainda melhor.

Anónimo disse...

Em relação aos defesas centrais, o Carole jogou porque o João Faria (ex-Varzim, e que me parece um belíssimo jogador) se lesionou e já foi contratado um defesa central para essa lacuna da equipa, um internacional peruano pelas camadas jovens(agora não me recordo do nome dele). Também foi contratado o médio Filipe Oliveira ao Leiria. Eu sinceramente não o conheço mas dizem que é bom jogador e até esteve para ir para o Ajax (acho que falhou o negócio por desacordo das verbas da transferência).
Quanto ao treinador, eu pessoalmente gostaria que fosse um treinador jovem que no futuro viesse a ser opção para treinar a equipa principal e, como treinaria os jovens, certamente que depois transitaria alguns para a equipa principal (como por exemplo o Guardiola fez quando saiu da equipa B para a equipa principal). Ora o Norton de Matos não se enquadra neste caso mas espero que, pelo menos, seja um "treinador-pedagogo" como tu disseste.
Por acaso assisti ao jogo contra o Braga B e gostei da exibição dos miúdos. Algumas situações de imaturidade e nervosismo normais mas deram sempre tudo e, mesmo com sem a sorte do seu lado, lá conseguiram chegar ao empate (mais do que merecido).
PS: Gostei especialmente do Miguel Rosa. Para além de mostrar toda a sua qualidade enquanto jogador, encheu-me as medidas vê-lo festejar efusivamente os golos e no final agradecer o apoio junto dos adeptos e beijar o símbolo do Benfica.

Anónimo disse...

Estamos perante um tipo de treinador raro...Penso que será mais um treinador-empresário do que um treinador-pedagogo...Não tenho muitas expectativas em relação à equipa B pois parece-me completamente fora do contexto de contratações do clube. Vejamos o caso do Miguel Vítor que nunca foi visto pelo treinador nem pelo clube como uma aposta consistente.Preferem contratar mais um central caso o Luisão seja castigado, ou seja, o Jardel e o Miguel Vitor, nem tapa buracos são...
Em relação à qualidade de jogo da equipa B parece-me que os benfiquistas são pouco exigentes. Eu não gostei nada do jogo e se querem avaliar a qualidade de jogo contem o número de passes efectuados entre jogadores do benfica!!! Mais uma vez repito, não entendo como deixam sair o Paulo Teles e ficam com o Luciano Teixeira! Mau demais para ser verdade...Tem muita vontade mas falta-lhe o que falta ao Benfica!!! Inteligência....

Anónimo disse...

Quem viu o flashinterview do Norton de Matos na Benfica TV teve oportunidade de ouvir porque o Carole jogou a central. o treinador admitiu que a defesa da equipa B é muito jovem e que os mais rodados são o Carole e o Luis Martins. Por esse motivo(opção técnica e não lesão) decidiu colocar o Carole a central ficando assim com dois jogadores dos quatro da defesa com mais experiência.

Anónimo disse...

MEUS CAROS AMIGOS
O APALERMADO APINTADOR
CAIU PORQUE ASSIM O DECIDIU

QUE CULPA TEVE O LUISÃO
PARA QUE O ATOLEIMADO APINTADOR
DECIDISSE CAIR ???

HÁ O CONTACTO E ELE CONTINUA DE PÉ

HÁ UM INTERVALO DE TEMPO
EM QUE O APALERMADO PENSOU

E DEPOIS O ARTISTA
RESOLVE CAIR EMPOLANDO A QUEDA
LEVANTANDO OS BRAÇOS

O NÃO CAIR DE IMEDIATO
MAIS O LEVANTAR DOS BRAÇOS
MAIS O FILME NO CHÃO
PROVAM CLARAMENTE
QUE A QUEDA FOI CONSEQUÊNCIA
DA SUA VONTADE EM CAIR

PORTANTO FINGIU
PORTANTO SIMULOU
PORTANTO ALDRABOU
PORTANTO ENGANOU

E PORTANTO DEVIA SER IRRADIADO

IMAGINEM CAROS COMPANHEIROS
QUE DAVAM UM MURRO EM ALGUEM
SE A VITIMA CAISSE LOGO REDONDO
NÃO TINHAM DÚVIDAS QUE UMA COISA
IMPLICOU A OUTRA

AGORA DÃO UM MURRO
A VITIMA FICA DE PÉ
E DEPOIS RESOLVE CAIR
LEVANTANDO OS BRACINHOS
EM GRANDE ESTILO
É OBVIO QUE NÃO HÁ AQUI
UMA LIGAÇÃO CAUSA EFEITO

A CAUSA FOI UM DESEJO DE CAIR
E O EFEITO FOI A QUEDA

O MURRO MAIS NÃO FOI
QUE O PRETEXTO DE UMA FARSA

MAS AQUI NESTA COMPARAÇÃO
AINDA FALAMOS EM MURRO

NO CASO DO LUISÃO
NÃO HOUVE MURRO NENHUM
HOUVE UM CONTACTO IGUAL
A MILHÕES NUM CAMPEONATO

CAROS BENFIQUSTAS
SE POR HIPOTESE ABSURDA
O LUISÃO FOR GRAVEMENTE PUNIDO
A PARTIR DESSE MOMENTO
QUALQUER JOGADOR DO BENFICA
QUE RECEBA NOS JOGOS
QUALQUER CONTACTO SEMELHANTE
DEVERÁ FAZER O MESMO
PARAR,
PENSAR,
E ATIRAR-SE
PARA O CHÃO E
LEVANTANDO OS BRACINHOS

SEMPRE QUERO VER
QUE DECISÃO TOMAM OS APINTADORES

QUALQUER JOGADOR DO BENFICA
QUANDO VAI A UM CANTO
QUANDO ESTÃO NA FORMAÇÃO
DAS BARREIRAS NOS LIVRES
AO LEVAR UM CHEGA PARA LÁ
DEVE IMEDIATAMENTE CAIR
LEVANTAR OS BRAÇOS
E FINGIR-SE INANIMADO

SEMPRE QUEREMOS VER
COMO DESCALÇARÃO A BOTA

SE HOUVER JUSTIÇA DESPORTIVA
A DECISÃO SERÁ

1 JOGO DE CASTIGO AO LUISÃO
(POR SER UM CAPITÃO)
E IRRADIAÇÃO DO IMPOSTOR
POR SIMULAÇÃO IMPERDOAVEL
(CONSIDERANDO QE É UM JUIZ)

TUDO QUE FOR DIFERENTE DISTO
CASTIGANDO PESADAMENTE LUISÃO
E DEIXANDO ANDAR À SOLTA
UM IMPOSTOR
SERÁ ENTENDIDO
COMO A CONTINUAÇÃO DE UMA FARSA

ACREDITAMOS QUE OS SEGUNDOS JUIZES
TERÃO MAIS JUIZO
QUE O PRIMEIRO ATOLEIMADO
E FINGIDOR JUIZ

O RESTO
O PINTAR A TINTAS CARREGADAS
DOS CUMENTADORES CONTRÁRIOS
É O NORMAL EM GENTE SEM
BOM SENSO
ATINGIDOS POR CLUBITES AGUDAS

Anónimo disse...

Oh Anónimo (08:33), mas quem te garante que o Benfica vai contratar outro central se o Luisão for castigado? Começam logo a criticar o Benfica e nem por uma vez pensam: será esta notícia verdade? Afinal trata-se do Record, o inventor de notícias que, por exemplo, ainda no outro dia disse que o Benfica ia contratar o Pocognoli por 7M, que as negociações estavam praticamente concluídas e ontem um dirigente do S. de Liege disse que nunca recebeu nenhuma proposta.
Quanto à equipa B, é certo que eles falharam muitos passes mas isso também se viu no Braga B. É natural pois muitos ali estavam nervosos por estarem a competir numa Liga profissional pela primeira vez e, além disso, é preciso ver que eles apenas jogam juntos à 2 meses. É tudo novo e com o tempo eles irão melhorar e amadurecer.

JNF disse...

Não sabia que o Faria se tinha lesionado. Assim sendo, o caso muda de figura, mas pouco. Quantos centrais tem a equipa B?

Anónimo disse...

Bem, pelos vistos como disse um anónimo aí, o João Faria não se lesionou e foi opção. O Carole por acaso até cumpriu bastante bem.
Em relação ao nº de centrais o Benfica B tem o Fábio Cardoso, João Faria e o novo reforço Ascues. Acho que são só estes.

joão carlos disse...

JNF
respondendo a tua pergunta tinha 2 centrais um deles, o que jogou, ainda é júnior fica agora com 3 com a entrada do peruano.

B Cool disse...

JNF, costumo concordar contigo, mas não neste caso. Poderemos falar do Lage ou do Tralhão, mas que adianta isso se o treinador é o Norton de Matos ? Já houve tempo para discutir o perfil, antes da escolha do mesmo, que não a pessoa do treinador a escolher.

Entretanto foi escolhido, agora é aguardar, não vale a pena neste momento estar a perorar sobre quem seria mais adequado, pois é difícil que existam mudanças a curto prazo.

Quanto à classificação, sendo que estão num clube que quer ser campeão, quer em seniores, quer nos escalões de formação, não me parece uma boa estratégia outras opções que não essa, isto é, o Benfica deve ambicionar a ganhar a 2.ª Liga e não só a fazer um campeonato tranquilo, pois devemos incutir a mentalidade de ganhar todos os jogos.

Para que os jogadores estejam preparados a jogar na equipa principal, deverão estar ientificados com o modelo e dinâmica de jogo da equipa principal, algo que passaria por uma identificação completa dos treinadores, JJ e NM, para o qual uma pré-época conjunta muito teria ajudado.

Aliás o Benfica deveria procurar ter um modelo e filosofia de jogo que fossem conhecidos e adoptados em todos os escalões do clube, mas isso não passa de um sonho inexequível neste momento.

Essa do Carole e do Luis Martins jogarem por serem os mais experientes parece-me uma camelada sem pés nem cabeça

JNF disse...

Ok, 3 centrais. Precisamos de 4. Falta um. Começámos o campeonato com apenas 2 centrais. Isto parece bom planeamento? Não.

JNF disse...

B Cool,

a questão é que este post começou a ser feito ainda em Julho, mas só agora, depois da definição do plantel, é que foi publicado.

CP disse...

Espanta-me que continue a haver quem venha fazer comentários, mencionando o nome de a, b, c, d, e, f, enfim, um sem número de craques que jogaram nos juniores, mas haverá quem consiga referir, pelo menos três ou quatro nomes de jogadores que, tendo saído das camadas jovens e considerados como "desaproveitados" pelo SLB, tenham conseguido singrar no futebol europeu? Jogadores de classe, quantos houve depois de Rui Costa e Paulo Sousa? Que fizeram Bruno Basto, Hugo Leal, Pepa, Pedro Henriques, Kennedy, Cândido Costa, João Peixe... é um imenso rol de craques que... nunca chegaram longe. Vá lá, pensem um pouco e menos basófia. Saudações benfiquistas e o futuro já começou.

JNF disse...

CP,

eu vejo as coisas ao contrário. Se os grandes jogadores portugueses da actualidade (Ronaldo, Moutinho, Veloso, Carvalho, Nani, etc) tivessem feito a formação no Benfica, o que é que lhes teria acontecido? A meu ver, não teriam singrado da maneira como fizeram. E esses jogadores que referes e bbem, possivelmente teriam tido outras oportunidades que não tiveram. O Benfica falha principalmente na subida do escalão de juniores para seniores.

Anónimo disse...

Eis um post que foge à crítica sistemática, tipo bota-abaixo, que tem sido apanágio por parte do JNF. Acho que mais posts como este seriam bem-vindos.

Permito-me, por isso, emitir a minha opinião.

Há aspectos com que concordo e outros com que discordo.

Concordo completamente com a crítica à escolha do treinador. Com o devido respeito, Norton de Matos nunca mostrou nada como treinador. Não vai ser agora. Como bem é observado, a escolha deveria recair num jovem promissor, como são exemplos Paulo Bento ou Guardiola. Também ele seria uma opção para a equipa principal, caso houvesse necessidade de substituir o treinador da equipa principal.

Discordo relativamente aos jogadores. Acho que a equipa B não deve ser alimentada essencialmente por jogadores provenientes da formação. Isso é insuficiente para uma equipa que joga no 2.º escalão mais importante das nossas competições. Não há jogadores em qualidade e quantidade provenientes dos juniores para formar uma equipa B. Basta ver quantos jogadores foram formados nos últimos anos que estejam em clubes de top. A equipa tem de ser formada por um misto de jogadores da formação e jogadores contratados com elevado grau de progressão e que possam ser verdadeiras opções para a equipa principal.

Objectivos classificativos. Terá de ser necessariamente para ganhar, como alguém já comentou, mas nunca perdendo de vista a possibilidade de preparar jogadores para substituírem os seus colegas da equipa principal. Por isso, do meu ponto de vista, o(s) esquema(s) a utilizar nas duas equipas deveria(m) ser o(s) mesmo(s). Ficar nos primeiros lugares da tabela já seria meio objectivo atingido. Descer de divisão seria desastroso.

Os jogos da equipa B serão realizados no Seixal, assim que estiverem concluídas as obras no estádio. Ao transferir progressivamente as suas estruturas para o Seixal, qualquer dia só falta a equipa principal jogar na margem Sul! Não que tenha algo contra a margem Sul, mas o Benfica é de Benfica e da margem Norte.

MM

JNF disse...

Estás muito desatento, MM. Completamente desatento.

CP disse...

JNF,

Todos os jogadores que referi tiveram a sua oportunidade nos seniores e não a aproveitaram. Ainda posso juntar Rui Baião, Nuno Afonso, Hugo Costa, Brassard, Valido e mais uns quantos. O problema é que no SLB há quem seja endeusado, se julgue vedeta e se tenha habituado a cuspir no prato onde comeu. Até o Paulo Sousa o fez. Os nomes que referes no que respeita ao Sporting, a sorte dos jogadores foi terem saído de lá ainda verdinhos e encontrado quem os encaminhasse de forma acertada, porque nunca se sabe onde chegariam se lá continuassem. E também de lá saíram exemplos interessantes: Dani e Porfírio, por exemplo. Já os saídos do SLB e que referi, foram para outros clubes, mesmo para os tripeiros, e revelaram as sua fragilidades.
O tempo do SLB no aproveitamento dos juniores aconteceu há 40 anos: Humberto Coelho, Bastos Lopes, Shéu, João Alves, Nené, Jordão, Eurico, Fidalgo, etc.

JNF disse...

CP,

esse aproveitamente dos jogadores do Benfica aconteceu em moldes em tudo diferentes dos actuais. E mesmo dos jogadores do Sporting que referes, muitos já tinham chegado à selecção principal antes de darem o salto para o estrangeiro. Basta pegares nesses nomes que jogadores do benfica que referiste e comparar com os jogadores do Sporting que mencionei. Alguma vez esses jogadores do Benfica chegaram ao patamar que os do Sporting atingiram mesmo no clube de Alvalade?

CP disse...

JNF,

A análise do assunto não é assim tão linear como parece. São tempos e situações diferentes. Mas o que não se pode e deve afirmar em relação aos nomes que mencionei é que não lhes foram dadas oportunidades. Tiveram-nas mas, por uma ou outra razão, ou não as aproveitaram ou a qualidade não existia. Que motivos levaram à saída de João Pereira, agora no Valência? Quantos defesas esquerdos saíram dos juniores, mesmo antes da era Vieira, tiveram oportunidades e desapareceram do universo futebolístico da Luz, dada a fraca qualidade dos mesmos ou em face do coro de assobios que se ouviam sempre que um deles tinha uma falha? - Vários. Bruno Basto, Kennedy, Pedro Henriques, Diogo Luís, etc. A qualidade não abundava, mas o "tribunal" da Luz ajudou a conduzi-los ao "cemitério". Em Alvalade também houve Peixe, Paulo Torres, Filipe e mais uns quantos. Também deixaram "fugir" o Secretário para o Porto porque não lhe deram oportunidades. E não foi o único. Portanto, comparações para quê? Cada cabeça... sua sentença. Acontece com sócios, presidentes e treinadores. Podes continuar a bater no "ceguinho", que, por vezes, até merece, mas a questão é muito mais profunda e os sócios não estão isentos de responsabilidade.
Saudações benfiquistas e CARREGA BENFICA!