quarta-feira, 12 de setembro de 2012

Uma questão de transparência

Há pouco mais de um mês abordei o tema das transferências de jogadores em que o Benfica está envolvido e a ausência de transparência nos negócios. Não que sejam ilegais, que alguém ande a meter dinheiro ao bolso, que haja comissões obscuras, nada disso, quer dizer, se calhar também há de tudo isto um pouco, mas não é por aí que quero ir.

O que me leva a escrever sobre os mais recentes negócios do Benfica é a falta de transparência e a total despreocupação que a Direcção tem em não informar os sócios e adeptos de coisas tão importantes como os valores que se gastam e se recebem nas aquisições e vendas de activos. Os dois exemplos mais recentes desta ausência de transparência financeira são Axel Witsel e Ola John.

O belga foi vendido no dia 1 de Setembro aos russos do Zenit por 40 milhões de euros, valor da cláusula de rescisão do atleta. Segundo o comunicado que o Benfica emitiu, o dinheiro foi pago a pronto e, como consequência, a cláusula foi accionada. Até aqui tudo bem, o Benfica agiu da forma mas transparente possível. O que se passou a seguir é que não foi normal. Um dirigente do Zenit garantiu que o Benfica só libertou Witsel quando teve a garantia de que Hulk já tinha assinado pelos russos e que os ditos 40 milhões de euros seriam pagos em duas tranches até 2013, ou seja, por outras palavras, os russos afirmaram claramente que ofereceram os 40 milhões mas que não accionaram a cláusula de rescisão. Dessa forma, o Benfica poderia ter rejeitado a proposta, algo que não fez. Pior: se os russos estiverem a falar verdade, os dirigentes do Benfica mentiram aos adeptos, sócios e até à CMVM. Importa portanto, a meu ver, que o Benfica prove preto no branco que não tinha remédio se não vender Witsel, caso contrário, houve negligência grave no que ao plano desportivo diz respeito.

O caso de Ola John é diferente do ponto de vista do negócio mas igualmente pouco transparente. O Benfica contratou o jogador em Junho deste ano por um valor que permanece desconhecido. Não houve qualquer informação oficial cedida pelo clube à imprensa ou à CMVM, sendo que os principais diários desportivos referem que a transferência terá sido consumada por valores à volta dos 9 milhões de euros. O que não se esperava é que, passados apenas dois meses, o Benfica tivesse alienado 80% do passe do atleta a uma fundo de investimento sediado em Malta, a Doyen Sports, por valores uma vez mais desconhecidos. Resumindo, contratou-se por um valor desconhecido mas aparentemente avultado e dois meses e zero jogos oficiais depois, vende-se a quase totalidade dos direitos económicos a um grupo maltês, novamente por um valor que não se conhece.

Compra de jogadores a preço desconhecido, alienação de passes sem os sócios saberem, vendas que parecem ser feitas pela cláusula de rescisão mas afinal não são, mentiras sucessivas, encapotamento da verdade. O Benfica deveria esclarecer os sócios quanto a estas negociatas. Por uma questão de transparência.

Adenda [19:06]: Como o Gonçalo, o Ruca e o GNR referem na caixa de comentários, o comunicado efectivamente não diz que a cláusula foi accionada, ou seja, se as palavras do dirigente do Zenit forem verdadeiras, significa que o Benfica vendeu Witsel numa situação em que não estava obrigado a fazê-lo, ao contrário do que a Direcção e a comunicação social tentaram fazer passar. Houve falta de transparência. Resta saber se mentiram ou não aos sócios.

30 comentários:

Eagle One disse...

Witsel - 40 milhões em duas tranches; 20% de mais valias acima de 7.5 milhões para o Standard; 2 milhões de mecanismo solidariedade pagos pelo Zenit; 6 milhões por objetivos; comissão do empresário no acordo entre Witsel e o Zenit.

moleculasdeamor disse...

Esta é a gestão sobejamente conhecida de LFV... grandes vendas (Roberto ao Zaragoça - outra ganda cena).... eh pá olha é assim...

Gonçalo disse...

O comunicado do Benfica à CMVM sobre o Witsel não afirma que o valor foi pago a pronto, apenas diz que é de 40 milhões de euros, e que 40 milhões é o valor da cláusula - em algum momento é dito que foi a pronto ou que foi accionada a cláusula. Mas dá, de facto, essa ideia.

Uma autêntica chico-espertice, portanto, mas nada a que não estejamos habituados.

FS disse...

JNF, complicar para quê? Uns são apoiantes e pagantes (sócios) e os outros, são parte activa em qualquer decisão (accionistas).
Lamento dizer, mas o Benfica dos sócios e dos adeptos desapareceu há muito.

cadu1981 disse...

Esta merda é que não pode ser. Anda um gaijo a pagar cotas e cativos e vamos a ver estes meninos andam a mamar a nossa conta. Parece que não é so no porto...

Vermelhusco disse...

Epá, mas que m*rda é esta???

rsa disse...

Pois, podemos é esperar sentados a questão do Ola Jonh é sintomatica da forma pouco transparente como esta Direcção funciona e da forma como o Futebol é cada vez menos um espectaculo mas um antro de corrupção e lavagem de dinheiro

Gonçalo disse...

Aliás, escrevi mais ou menos a mesma coisa e só depois é que li com mais atenção o comunicado...

Ruca80 disse...

o Benfica no comunicado da CMVM não diz que o pagamento é a pronto e não diz que a clausula foi acionada.

o que diz é uma coisa parecida mas diferente: "vem informar que alienou a título definitivo a totalidade dos direitos
desportivos e económicos do atleta Axel Witsel ao Football Club Zenit, pelo montante líquido de
€ 40.000.000 (quarenta milhões de euros), valor da cláusula de rescisão consagrada no contrato
de trabalho desportivo que vigorava entre o referido jogador e esta sociedade."

Logo, não me parece que tenha mentido à CMVM.

Concordo a 100% que falta tranparencia no Benfica e no Futebol em geral. teremos de esperar pelo Relatório e Contas para ver se percebemos melhor...

Luís Cardoso disse...

Totalmente de acordo.

É inadmissivel que estas negociatas não sejam claras e não sejam divulgados os montantes.
O Benfica tem uma SAD que está obrigada legalmente a agir de forma transparente, coisa que não se tem verificado.

Deveria haver uma "casa das transferências" em Portugal que obrigasse ao registo e divulgação dos contratos.

É inadmissivel que se brinque com o dinheiro dos sócios e adeptos do nosso clube.

E que sentido faz a venda do Ola John, um crack na Holanda que tarda a adaptar-se em Portugal, após o Benfica ter realizado quase 70 milhões em transferências (dos quais mais de metade serão pagos durante o presente mês)???? Definitivamente não se percebe...isto pode até provocar a desmotivação do atleta pois é um sinal de falta de confiança por parte do clube.

O Benfica deveria pugnar pela transparência, em tantos casos defendida (e com razão) pelo nosso Presidente. No que toca a transferências o silêncio e a não divulgação só nos pode levar a pensar que as luvas não devem ser pequenas e que o maior prejudicado é o próprio clube...

Anónimo disse...

No caso do Ola John, como não existem comunicados por parte do Benfica e o comunicado do fundo maltês não fala em valores, fica dificil opinar sobre o negócio.

Em relação ao Witsel, chamo a atenção para o seguinte: no comunicado da CMVM, não está escrito que a cláusula de rescisão foi acionada. Aliás, esta só podia ser acionada pelo jogador. O que diz é que o Benfica vendeu ao Zenit por 40M, valor da clausula. Qual a diferença? O Zenit consegue o pagamento em 2 anos. O Benfica consegue que o Zenit pague os 5% da formação(2M) e, confirmado pelo próprio Zenit, fica com 10% se o jogador for vendido por 60M, o que duvido.

PS. O Balack não seria uma boa solução imediata, pois está desempregado?

GNR

Anónimo disse...

Concordo com o 1º parágrafo. Acrescentava-lhe os obscuros negócios com A. Madrid...
Mas manda dizer a verdade que a informação relativa aos valores de compra e venda dos jogadores tem constado sempre dos Relatórios e Contas anuais.
Aquilo que nem sempre é perceptível pela leitura do Relatório e Contas (pelo menos para um leigo) é se os valores são pagos a pronto ou em prestações.

Anónimo disse...

Em que parte do comunicado se diz que foi pago a pronto?! Se queres ser esclarecido não queiras confundir... É tudo uma questão de português.

moinante disse...

Lindo...

O NOJO
já fez manchete.

Anónimo disse...

Como e possivel os clubes nao serem obrigados a declararem todos os valores pagos / recebidos nas transferencias?

Desta forma, geram-se duvidas em quem sustenta tudo isto, nos os adeptos.

Tou farto destas negociatas 'a lfv' e o mais grave e ninguem, repito ninguem, se perfilar para o substituir.

Assustador.

Pn

JNF disse...

Como o Gonçalo, o Ruca e o GNR referem, o comunicado efectivamente não diz que a cláusula foi accionada, ou seja, se as palavras do dirigente do Zenit forem verdadeiras, significa que o Benfica vendeu Witsel numa situação em que não estava obrigado a fazê-lo, ao contrário do que a Direcção e a comunicação social tentaram fazer passar. Houve falta de transparência. Resta saber se mentiram ou não aos sócios.

Germano Bettencourt disse...

JNF, não podia estar mais de acordo. Além do mais faz-me confusão estas alienações de passes. Depois quando vendes, existe um "fundo" que vai buscar muito dinheiro sem nada fazer. Obviamente que é um risco para o fundo, mas, e se o negócio corre bem? Além do mais, sou do acordo de que, sem dinheiro não há vícios. Logo, se não tinham dinheiro para o Olá João, então deixavam o miúdo em paz no twente.


Abraço

Shadows disse...

http://www.doyen-group.com/the-group/

Estes são os 'big shots'...

71460_5/8 disse...

O que é necessário esclarecer vai estar no relatório e contas.

Os sócios ou têm ou não têm confiança na direcção. Porque nenhuma direcção no mundo anda a mostrar todos os pormenores dos contratos. Até porque quem quer ver o lado negativo verá sempre. Por exemplo esta direcção foi super criticada pela contratação do Rodrigo... diziam que se tinha dado balúrdios por um jogador desnecessário... e o tempo se encarregou de provar que afinal as criticas eram infundadas.

JNF disse...

71...

o problema é que não estamos a falar de detalhes de contratos, como queres dar a entender. Estamos a falar de PORMAIORES DE NOVE MILHÕES DE EUROS! É uma diferençazinha assim para o grande, percebes?

Quanto ao Rodrigo, pela enésima vez, foi uma contratação de um jogador muito bom mas que não era nem de perto nem de longe aquilo que precisávamos: um substituto para Ramires. As consequências? Uma época de humilhações sucessivas que tu insistes em esquecer. Bravo.

John Wakefield disse...

JNF, mesmo que eles paguem 40 milhões em duas tranches, não accionando assim a cláusula de rescisão, eu não censuro a direcção do Benfica. Continuo a dizer que 40 milhões é uma soma irrecusável.
Mesmo assim, as negociações terão começado mais cedo e a direcção do Benfica deveria ter previsto a saída do belga por valores elevados, evitando assim que Javi García saísse por cerca de 20 M, protegendo mais o equilíbrio no meio campo.

Quanto ao caso Ola John, sim é bastante estranho e não me agrada nada. Cheira-me que o Benfica pagou os 9 milhões, mas decidiu alienar percentagens do passe, de forma a garantir algum retorno imediato no investimento. Mas vamos aguardar... Alguém tem de se pronunciar. É claro que oNojo quer ver se atira areia para os olhos, fazendo esquecer a negociata do Hulk...

JNF disse...

John,

e entretanto ficaste sem médios defensivos no plantel, à excepção de Matic, que acaba por ser uma adaptação. Irrecusável? Só para quem não se preocupa com o plano desportivo. O Benfica ainda é um clube desportivo, não uma empresa.

ETU disse...

Saber se foi pago a pronto ou não é o mais fácil: basta analisar as contas a receber de clientes e perceber se constam montantes a receber do Zenit.

A falta de transparência é gritante e demonstrativa da falta de cultura democrática da actual direcção.

Não deixa de ser ridículo que seja necessário aguardar até Março de 2013 para perceber os contornos da transferencia do Witsel. Tendo o negocio sido realizado em Setembro, no RC de Junho não se vai apanhar nada.

John Wakefield disse...

JNF, sim tens razão. O Benfica deveria ter mantido, pelo menos, o Javi (e contratado um lateral esquerdo de raiz)...
Em relação ao Witsel, pouco ou nada havia a fazer.

B Cool disse...

JNF, fiz um post a 7 de Setembro em que no Post sciptum digo isso mesmo, para mim, mais grave que as consequências desportivas é a falta de transparência, pois não sendo obrigado a Benfica SAD vendeu porque quis.

É uma opção estratégica para a SAD e isso até posso compreender, o que não aceito é que não assumam essa opção deixando passar para os sócios a ideia que o Witsel saíu porque bateram a cláusula.

Além de não assumirem, são parvos, pois estas coisas sabem-se sempre, como veio a acontecer.

sobre isso do joão dos gelados nada sei a não ser o que vem no site do doyen sports.

A ser verdade que o Benfica alienou 80% do passe do João dos Gelados perto do fim do mercado, tal pode ser uma estratégia para aliviar o risco de um activo quase "tóxico", não pela qualidade dele, mas pelo elevado investimento e dificuldade em potenciar esse mesmo investimento tendo pela frente Salvio, Gaitán, Perez e Nolito, quiçá mesmo Bruno César.

Mais uma vez não critico a decisão estratégiva, mas o que efectivamente dizes, a falta de transparência.

A título de nota, o doyen sports é um dos parceiros do atlético de madrid e têm também 75% do rojo. A pertecentagem no Labyad até é normal quando comparada com as percentagens do Rojo e do João dos Gelados.

JNF disse...

B Cool,

é exactamente isso, com a agravante de não sabermos se a venda do passe do jogador à Doyen deu lucro (como aconteceu com o Benfica Stars Fund) ou prejuízo (como os negócios do Sporting com Elias e Wolfswinkel).

Anónimo disse...

(John Doe) JNF o meu conselho para ti é o seguinte: Verifica quais as condições para acionar uma cláusula de rescisão. Vais descobrir que, se o Benfica quisesse abortar a transferência, teria feito! Claro que LFV tentou abafar o caso porque estava feliz e deslumbrado com a venda (todos estávamos), mas muita informação "estranha" circulou: O Zenit afirmou que o Benfica SÓ ACEITOU NEGOCIAR após a confirmação da venda de Hulk!!! Quanto a Ola John... nem imaginam a minha alegria em saber que o meu clube apenas alianou 1.8 Kilos pelo jogador. Ele é tão fraquinho, tão fraquinho que até mede dó! Ola John=Balboa=Freddy Adu! Um grande flop só que por menos de 2 Kilos e não por 8!!! Ufffff! Saudações Benfiquistas!

NN_SLB disse...

Os do Zenit querem é causar confusão, lá devem ter recebido um aperto do Pinto por causa dos 40 milhões do Hulk, que não deviam ter dito, e ele disse para dizerem isso, se não que sentido tinha o Benfica ter feito uma proposta de renovação de contrato se o queria vender?

Quanto ao O.John parece-me um caso Hulk, quando foi para o Porto, não foi na totalidade e foram comprando o passe ao jogador, conforme vai evoluindo vai comprando o passe, o Ramires também foi comprado por empresarios e colocado na Luz, e só em Janeiro desse ano ( se não estou em erro ) é que disseram que foi vendido a um fundo o que não era verdade, o fundo é que o comprou e colocou, mas por questões burocráticas tem de se fazer assim.

Bernardo disse...

tinha ideia de ter visto na altura o comunicado à cmvm da compra do ola joão. de qualquer maneira não percebo, e expliquem-me se souberem de forma informada e sustentada, onde é que se diz que quando uma cláusula de rescisão é accionada o negócio tem de ser feito e pronto e não ser negociado os termos do pagamento como em qualquer troca comercial.
parece-me que pode estar a haver aqui uma grande confusão. quanto ao ola john nem sequer tem qualidade para estar no benfica, quanto mais pelos valores que veiculam por aí. a venda a fundos de investimento desta percentagem do passe é só mais uma prova disso mesmo...

JNF disse...

John Doe,

é isso que eu digo no post. Como parece que a cláusula não foi efectivamente activada, o Benfica poderia e deveria ter rejeitado a transferência. Quanto ao Ola John, estás a ver o filme errado: não se sabe quanto é que o Benfica gastou nem quanto recebeu, por isso até pode já ter ganho dinheiro com Ola John ou inclusivamente ter perdido. Esses 1,8 milhões são pura invenção.

NN_SLB,

simples. Rui Gomes da Silva (penso que foi ele que disse isso no Dia Seguinte) poderia estar a mentir aos benfiquistas. Que sentido é que faz essa hipótese que pões de o Zenit mentir a pedido do Porto? Quanto à comparação do Ola John e do Hulk, é totalmente incoerente uma vez que o Porto foi comprando o passe do jogador aos poucos enquanto o Benfica vendeu 80% do passe do holandês de uma só vez.

Bernardo,

Rui Gomes da Silva explicou isso no Dia Seguinte. Uma cláusula de rescisão é accionada quando determinada forma de pagamento é efectuada. Como uma relação causa-efeito, percebes? O Zenit pagaria e o Benfica só teria de aceitar. Penso que é isto.