terça-feira, 11 de setembro de 2012

Soluções para o meio-campo

Axel Witsel já foi e é tempo de encontrar soluções dentro do próprio Benfica. O mercado está fechado até Janeiro e só podemos contar com os jogadores que temos actualmente. Mas não me peçam para embarcar no velho cliché de "só faz falta quem cá está". Uma frase feita que pouco ou nada diz, na realidade. Quando o Benfica precisar de equilibrar o jogo, de ter bola, de ocupar bem o espaço defensivamente, ainda nos vamos lembrar da falta de Witsel fazia. E quem diz Witsel diz Javi.

Dentro dos quadros do Benfica, os únicos jogadores que, além de Matic, me parecem ter condições para assumir as vagas deixadas em aberto pelo espanhol e pelo belga são, respectivamente, Airton e Amorim. Ainda que salvaguardadas as devidas diferenças de qualidade existentes entre os dois que saíram e os dois que estão fora, Airton e Amorim seriam, caso estivessem no plantel do Benfica, os dois titulares do meio-campo. Mas não estão. O primeiro porque, supostamente, fazia parte do gangue do chopinho, grupo formado por alguns brasileiros do Benfica (Airton, Sidnei, Menezes, Weldon e Kardec) que gostavam da bebida, e o segundo porque perdeu a paciência com Jorge Jesus, um estado que quase todos os benfiquistas já alcançaram também.

Por isso, e olhando para o plantel principal (e para o "B"), quem pode assumir a titularidade? Matic é um jogador de características completamente diferentes das de Javi e Witsel, mas que pode e deve ser titular. Tem presença física e um toque de bola bem interessante, ficando a perder do ponto de vista táctico quando comparado com os dois que saíram. Ofensivamente, a entrada de Matic para o onze não deverá constituir um problema para Jorge Jesus, mas já no aspecto defensivo, temo que não se possa dizer o mesmo, até porque o sérvio não é nem nunca foi médio defensivo. Quem não tem cão caça com gato, assim será. Para fazer companhia a Matic, que soluções pode Jesus encontrar na equipa principal? A meu ver, há dois, apenas dois. Carlos Martins, por um lado, pode dar algumas soluções interessantes ao meio-campo do ponto de vista ofensivo, como a meia-distância. Enzo Pérez, por outro, pode desempenhar um lugar que não lhe será assim tão estranho visto ter actuado numa posição semelhante nos Estudiantes. Mas nenhum dos dois confere a segurança e a qualidade de Witsel.

E na equipa B? Jesus referiu André Gomes como uma solução possível para o lugar mais recuado do meio-campo, o que me leva a crer que o treinador do Benfica ainda não assistiu a um único encontro dos B's. Miguel Rosa, para a posição de Witsel, apesar de também pisar terrenos mais avançados, e Leandro Pimenta, para o lugar de Javi, jogador acostumado a um futebol muito diferente do do espanhol mas ainda assim capaz de se tornar num jogador referência na Luz, são as duas melhores soluções que encontro na equipa treinada por Norton de Matos.

Há soluções para render Witsel? Sim, há. Mas nenhuma tem a qualidade do belga, nem sequer lhe chegam aos calcanhares. Até Janeiro será com isto com que o Benfica vai ter de viver dia-a-dia. Com a reabertura do mercado, parece óbvio que se torna prioritário contratar um médio centro de qualidade indiscutível. Mas também já era óbvio que o Benfica precisava de um lateral esquerdo no verão. Como se vê, no nosso clube, o óbvio é um lugar estranho.

27 comentários:

Draco disse...

ANDRÉ ALMEIDA...sei que vai ser motivo de chacota, mas o gajo a médio defensivo faz-me lembrar o busquets do barça...(quem diria que eu iria achar isto depois de o ver a defesa direito!!!)

hertz disse...

Esqueceste-te de mencionar do André Almeida para o lugar de trinco também.
Em relação ao Miguel Rosa, 99% dos benfiquistas já o queriam à muito no plantel principal mas enquanto o JJ lá estiver duvido muito que isso aconteça. Primeiro porque nunca o chamou para trabalhar com o plantel principal e segundo porque quando falou em opções da equipa B que podem jogar no plantel principal ele apenas mencionou os Andrés, o Cancelo e o André Martins, ou seja, Carole, Pimenta e Miguel Rosa não devem contar muito para o JJ. E o Carole, que tem feito bons jogos (fez uma belíssima exibição frente o Aris) não tem oportunidade quando a equipa principal anda a jogar sem LE. Incrível!

PS: Fala-se aí que o Shaffer e Urreta querem rescindir. Eh oá, preocupa-me mais o caso do Urreta pois é um jogador com muito talento e que tinha tudo para vingar no Benfica mas também temos de pensar no jogador que merece outro tratamento.

José Ramalhete disse...

Como é que JJ diz que está a contar com soluções vindas da equipa B, para suprir as lacunas do plantel, se não assiste aos jogos dessa equipa?

pjsimoes disse...

Para a posição de Javi, e alternaticva a Matic, apostava em André Almeida. Para a posição de Witsel apostaria em Pimenta.

JNF disse...

Não consigo ver nadinha no André Almeida. Acho-o mau demais para ser verdade. Quanto a Jesus dizer o que diz sem ver os jogos da B, não me surpreenderia.

NSC disse...

Jesus tem visto os jogos da B. Dos que tenho visto, e na Luz, lá aparece ele no camarote a ver o jogo. E quando falou ao André Gomes referia-se à posição do Witsel.

John Wakefield disse...

Não sei se o mercado está fechado para jogadores a custo zero... Van Den Borre e Atouba assentavam neste plantel do Benfica.

JNF disse...

NSC,

então deve vê-los de olhos fechados :)

John,

Perdi o rasto a ambos os jogadores, já não sei quanto valem nos dias de hoje. Alguém conhece?

B Cool disse...

NSC que Jesus vê os jogos, não duvido, em directo vi-o na bancada na recepção ao Belenenses.

Quanto ao André Gomes o Jesus referiu-se a ele para o lugar de Javi ainda o Witsel estava no Benfica. E para mim fê-lo por causa da envergadura física de André Gomes.

Quanto ao Javi não sei quem seria o mais indicado. Vai jogar o Matic e quando estiver lesionado ou castigado não sei.

Quanto ao Witsel, penso que será substituído várias vezes pelo Mago ou pelo Zanaki. O Perez continuará na esquerda a mandar o Nolito para o Banco, porque à direita o Salvio não dá hipóteses.

Para mim grave é o Jesus considerar o Miguel Vitor para o lugar de Maxi na deslocação a Glasgow. Sinceramente, acho que deveria lançar o Cancelo às feras para ver se ele tem estaleca ou não. Andar com adaptações parece-me verdadeiramente idiota e mau quer para o Miguel Vitor quer para a equipa.

Anónimo disse...

o Atouba e o Van den Borre estão sem clube de facto...não sei é se é possível na nossa Liga inscrever jogadores livres. (o Karagounis assinou hoje pelo Fulham nestes condições)

É de facto o grau 0 da miséria, num clube que disputa a Champions ter uma planificação deste tipo (aliás não ter).

Mesmo sendo contra a corrente, estou com aqueles que não vêem nada...mas mesmo nada, no André Almeida! Claro que ele no meio sabe fazer uma (e uma coisa apenas) que na faixa nem isso: PASSES LATERALIZADOS!
E a comparação com o Busquets!!! sejamos sérios, o catalão é um Pitbull, excelente na cobertura aos centrais, e que agarra o jogo pelos colarinhos, de uma utilidade extrema em jogos contra meios-campos mais fisícos. O André Almeida não ganha um lance na raça, e para efectuar um passe precisa de 3 metros de diâmetro para qualquer adversário.

Gostava mesmo de me enganar...mas não creio que virá nada daqui!

aalto

Marco Coelho disse...

E o Bruno César? Não poderia fazer o lugar do Witsel?

Miguel A. disse...

JNF, admito perfeitamente que os jogadores da B a que te referes se tornem, no futuro, bons jogadores. E para isso é preciso dar-lhes tempo de jogo. Mas mesmo que sejam lançados agora vão ainda cometer muitos erros, o que é natural. Portanto a pergunta é se esses jogadores, sem experiência ou com pouca experiência no campeonato português, e sem qualquer experiência na CL, poderão pelo menos dar uma ajuda razoável ao nosso meio-campo. Ou se é precisamente aí, pela falta de dois jogadores com muita experiência e qualidade, que a equipa pode ceder nos jogos e nos momentos mais difíceis.

(No fim do jogo com o Nacional o Jesus disse que tinha muita confiança e esperança nesses jogadores, mas que eram jovens e ainda não tinham muita experiência, pelo que, por vezes, - palavras dele - "vamos ter de pagar a factura". Esta frase é que me intriga. A que factura se refere o Jesus?

Abraço.

JNF disse...

BCool,

quanto ao Miguel Vítor, lembraste de alguma má exibição dele a defesa direito? É certo que se trata de uma adaptação, mas MV parece ser daqueles jogadores que dificilmente comprometerá. Mas sim, sou a favor da integração de Cancelo. Pelo menos deveria fazer a viagem à Escócia e treinar nos dias antes com a equipa principal.

aalto,

é possível sim senhor. Jogadores livres podem assinar e ser inscritos.

Marco Coelho,

Acho-o muito curto a defender e não lhe vejo características para jogar nessa posição, apesar de, penso, ter jogado aí ao serviço do Santo André.

Miguel A.,

perfeitamente de acordo, vão errar, mas creio que, como dizes, vão poder ser uma mais valia a médio-prazo. Não o digo por serem jovens ou portugueses ou do Benfica, digo-o porque acredito no seu valor. Quanto à factura, parece-me que Jesus queria dizer que seria "normal" perder pontos depois da saída de Javi, uma vez que teria de utilizar os jovens da equipa B (belo voto de confiança do Mestre da Táctica). Veremos.

Anónimo disse...

O Presidente em mais um golpe de rins revelou que há na equipa B substitutos (à altura, suponho). Parece que o Presidente descobriu a formação… Os crentes dirão “queira Deus que tenha razão”.
A questão é contudo complexa. Há vários modelos de formação (alguns até sem recurso a equipa B). Com efeito, as ambições do clube e a própria estrutura do plantel principal condicionam as possibilidades de um jovem vir a integrar a equipa principal. Sem colocar em causa o valor da formação de Ajax e Barcelona é obvio que para um jovem chegar a equipa principal de um e de outro, encontra dificuldades distintas.
Mas vamos ao nosso Benfica B. Antes de mais duas notas:
1. O projecto começou esta época, pelo que não temos dados históricos para analisar;
2. Não é clara a ideia do que pretende o Benfica com a equipa B (como aliás não são hoje claras as ideias desta direcção).
Admitindo que estamos perante um projecto racional, nota-se que o Benfica pretende utilizar a equipa B como espaço de afirmação dos seus jogadores da formação mas, SOBRETUDO, como espaço para rodar e observar jogadores jovens (não formados no clube) e adquiridos a baixo custo ou custo zero. Confesso que não me parece má ideia. Todavia, haverá sempre um problema: não é possível saber de antemão quais os jogadores da formação (ou da equipa B) que poderão jogar na equipa principal. Depende de imensos factores. Assim, será admissível, por exemplo, formar jogadores 10 épocas consecutivas e nunca encontrar um GR ou um ponta de lança capazes. Tal como será admissível nessas mesmas 10 épocas encontrar 5 extremos para a equipa principal. E este é o problema de fundo. Podemos ter actualmente 3 ou 4 jogadores na equipa B capazes de integrar a equipa principal e nenhum deles jogar no espaço de Javi ou do Witsel. Aliás, este foi (não sei se ainda é) um dos problemas da agremiação lagarta: meteram na cabeça que têm escola de formação e quando saí um defesa esquerdo chama-se o defesa esquerdo do juniores. Como se todos os juniores fossem Ronaldos! Deu no que deu.
Assim, termino como comecei – oxalá (para os crentes queira Deus) que os bons da nossa equipa B sejam ao dia de hoje médios para jogar a 6 e 8.

Anónimo disse...

Depois de ler o que por aqui vai sendo dito fiquei sabendo que uma boa parte dos atletas que constituem o plantel do BENFICA são na sua uns aleijados.
Muito obrigado plo esclarecimento.
VIVA O BENFICA!!!
ChXico

Flic Flac disse...

Eu vi o JJ no jogo com o Belenenses. O André Gomes, de quem eu ouvira falar mas não conhecia, impressionou-me duplamente: fisicamente é o mais próximo que temos do Javi Garcia - e só tem 19 anos -; futebolisticamente, achei-o capaz de fazer box-to-box com à vontade. Defendeu e aventurou-se até à área contrária (marcou 1 golo e sofreu a falta que origionou o sexto). Achei-o com melhor pedalada para a 1ª equipa do que o Miguel Rosa. O problema, porém, é sempre o mesmo: terá este treinador coragem para apostar nos jovens portugueses? E terão os sócios a mesma paciência com os jovens portugueses que têm com os estrangeiros?

Joan Carles disse...

Acho que no Benfica há um gajo que sabe algo disto, e ao que nem sequer citas. Como é que se chama? Ah sim, Aimar, Pablo Aimar. Parece que como médio ofensivo não o faz mau. E como organizador também não.

JNF disse...

Joan,

no post, não falei em médios ofensivos nem em organizadores. Estava a falar de jogadores para os lugares de Javi e Witsel. Achas que o Pablito consegue fazer alguma dessas posições?

Joan Carles disse...

Se o catedrático faz questão de jogar ao 4-4-2 clássico, o lugar de Aimar tem de ser de organizador, mais recuado, e em posições similares à de Witsel; se é um losango, jogará de 10 e não terá ninguém na posição de Witsel- Num 4-2-3-1 o sacrificado seria ¿Rodrigo?. E em 4-3-3, Aimar desempenharia grande parte das funções que fazia o Witsel. Em todo caso, vai ser ele, se fisicamente está bem, o que como 8 ou como 10 se encarregue da batuta da equipa

NSC disse...

JNF, por muito que te custe o Jesus vêm mais num jogo de futebol do que tu ou do que eu. É por isso que treina o Benfica e com uma percentagem de pontos por jogo bem interessante. Os números estão lá, mesmo que as pessoas prefiram Camachos, Quiques ou Santos.

BCool, o Jesus falou do André Gomes antes do Witsel sair mas sabendo que a saída estava iminente. Falou de dois jogadores (os Andrés da B) sabendo que ia perder outros dois, como veio a acontecer.

Já agora: se não fosse opção estratégica apostar na B o plantel principal teria mais do que 22 jogadores, não acham?

Pedro disse...

Um jogador da classe, qualidade e intiligência de Aimar faz qqr posição.
Aimar poderá ser um novo Pirlo?
Fica a questão...

Germano Bettencourt disse...

JNF, pelo menos no jogo contra o Belenenses o JJ estava nas bancadas, que a realização filmou. Se viu o jogo ou não não sei, mas que estava lá, estava.

Referiste apenas jogadores para o lugar do Javi, certo? Se bem que não consigo ver o Rosa a trinco. É que como bem dizes, Javi e Witsel não tem nada a ver um com o outro.

Abraço

EPluribusUnum disse...

Para o lugar de Javi, o único a ser considerado deverá ser o André Almeida, pois é o único jogador da equipa B que pode actuar sozinho à frente da defesa, lugar que faz na selecção de sub-21. Para o de Witsel, Miguel Rosa, Leandro Pimenta e André Gomes, com todas as suas características. O André Gomes pode jogar num duplo pivot um pouco à imagem do Witsel, podendo também ser um médio de transição, vulgo "8", posição onde acho que se enquadra melhor, assim como o Leandro. O Miguel já é um jogador que pode servir de "8" mas é um médio ofensivo por natureza, ou "10", podendo também jogar na ala esquerda como vem fazendo muitas vezes na B. Entre estes 4 jogadores poderá estar o equilíbrio do nosso meio-campo, assim o treinador o queira, o que me parece que estará só direccionado para os dois Andrés em situações muito específicas.

JNF disse...

Joan Carles,

E fisicamente? Achas que Aimar é capaz de fazer as "piscinas" todas, para a frente e para trás durante os 90 minutos? O trabalho defensivo não desgastaria, muito, a sua performance ofensiva?

NSC,

O Jasus é um visionário. E vê tanto que se prepara para voltar à táctica suicida. Passados estes anos, vê que o Benfica precisa de um Lima e não de um defesa esquerdo. E para Jesus, o plantel até podia ser de 16 jogadores, porque com ele jogam sempre os mesmos.

Pedro,

não coloco em causa a classe e inteligência de Aimar. O problema é mesmo o físico. Achas que Aimar, com a táctica suicida de Jesus, consegue parar contra-ataques em inferioridade numérica?

Bettencourt,

Não, referi jogadores para os dois lugares, o de Witsel e o de Javi:

Miguel Rosa, para a posição de Witsel, apesar de também pisar terrenos mais avançados, e Leandro Pimenta, para o lugar de Javi, [...] são as duas melhores soluções que encontro na equipa treinada por Norton de Matos.

wishmaster disse...

Duvido que haja reforço em Janeiro.

João.D10S disse...

Relativamente ao jogo de ontem, ele serviu para confirmar as minhas idéias. Estamos com graves problemas. No meu blog fiz uma análise àquilo que vi ontem. Se quiserem, passem lá ;)

http://benficacomamor.blogspot.pt/2012/09/preocupado.html

Djosa do Nascimento Gomes disse...

Pessoal, se surgir uma boa opção para colmatar a saída do Witsel, ninguem se lembrará dele. E nem deveria.
http://www.abola.pt/nnh/ver.aspx?id=352262