quarta-feira, 22 de agosto de 2012

Capristano, Moniz e Quaresma


As palavras de José Manuel Capristano à Rádio Renascença vão no sentido daquilo que é defendido por muitos benfiquistas, tanto na blogosfera como fora dela. Surgem na sequência do jantar entre Luís Filipe Vieira, José Eduardo Moniz, Varandas Fernandes e Álvaro Dâmaso e visam "unir" os benfiquistas ou como eu chamaria, "tentar por todos a pensar por igual". Quem é José Manuel Capristano? Outrora vice-presidente e braço direito do terrível Vale e Azevedo, homem que defendeu com unhas e dentes o antigo presidente mesmo depois de este ter deixado o cargo, o suficiente para ser visto como um dos homens que mais mal fez ao Benfica, agora um modelo e uma referência a seguir pelas palavras de união proferidas. Não conheço o antigo vice-presidente do Benfica nem as posições que teve relativamente ao clube desde a sua saída, mas só pelo seu passado... já posso torcer o nariz.

Por falar em almoços e jantaradas, só é apanhado desprevenido quem quer. E a refeição que juntou o presidente do Benfica, um dos membros da Fundação Benfica, um ex-quase-candidato e um ex-membro de um ex-grupo que quase concorreu a umas eleições foi algo tudo menos surpreendente. Moniz queria ser presidente e levou ao extremo a máxima de "se não os consegues vencer, junta-te a eles". Como aconteceu com Nazaré, Pragal Colaço e outras "ilustres figuras". Às vezes, a entrada mais fácil e mais rápida para a presidência é mesmo tentar ser o número 2 do número 1. Será que é desta que os espanhóis tomam o Benfica de assalto?

E já que estamos no tema das eleições, nota ainda para o senhor Carlos Quaresma, aquele maluqinho que anda pela Suécia. Outro ex-candidato. Se não sabem quem é, não percam tempo com ele. Se querem saber quem é, vejam aqui e aqui. Hoje surgiu a notícia de que esse mesmo senhor é um aldrabão e que se aproveitou de uma empresa de solidariedade para se auto-promover e para, aparentemente, fazer lucro, tendo pedido pagamentos que não deveriam ter existido, estando o dinheiro por encontrar.

Só gente fina a aproveitar-se, perdão, a apresentar-se ao serviço do Benfica. Não pode vir um Senhor, daqueles à antiga? Sem cadastro de roubo, negócios de pneus ou contorcionismo moral?

10 comentários:

Anónimo disse...

"Não pode vir um Senhor, daqueles à antiga? Sem cadastro de roubo, negócios de pneus ou contorcionismo moral?"

NÃO, ninguem com esses predicados se mete NESTE futebol português.

GNR

JoãoSB disse...

@ Meddler: Aproveitando o facto de na primeira capa que apresentam falar sobre o Adrien... O que é que têm agora dizer sobre esse tema? Então não vinha para o Benfica (de imediato) em "troca" dos 500 mil euros que o Benfica se absteve de investir para acompanhar a oferta do sporting pelo Rojo? Então isso quer dizer que ficamos a arder com 500 mil euros?

Isto de se vir dizer que se tem informações e tal é muito giro mas tem de ser melhor pensado, senão quando estas invenções não se concretizam cai-se no ridículo da fanfarronice... Gostava de ouvir/ler a vossa opinião sobre o assunto, já que certamente têm inside information...

Anónimo disse...

Poderá ser que os títulos conquistados pelo Benfica nos anos 80, se possam dever por uma estrutura que apesar de já praticar a corrupção, ainda não tivesse o poder/domínio que se tornou mais óbvio nos anos 90 e daí em diante?

Águia Preocupada disse...

Vieira usa e descarta quando e como lhe convém. E a máquina está montada para trucidar o pensamento dos que sabem e querem pensar!
Lamentável! É a palavra que tenho para definir o meu sentimento.
Vieira não é inteligente mas é esperto. E este repasto, mais teve que tirar o tapete a possíveis candidatos!
O Rei Sol sabe muito bem usar as estratégias e manobras que mais lhe convém.
Nas últimas eleições foi a antecipação ilegal e rocambolesca. Agora, eis o novo coelhinho a sair da cartola: Cortar todas as vasas a quem por ventura pudesse ter alguma intenção de se candidatar!
Esperteza digna dum déspota kadafiano, sadamiano, assadiano, em quem o Rei Sol com certeza busca inspiração!
Espero, para bem do nosso Benfica, que estes comensais não se deixem iludir nem intimidar pela esperteza saloia do Querido Líder!
José Eduardo Moniz, poderia ser, quanto a mim, uma grande mais valia dentro do clube. Mas não o estou a ver como subalterno de alguém que só sabe usar de esperteza e oportunismo saloios! Uma relação destas, teria divórcio à vista! E o Benfica precisa de paz, de estabilidade e de inteligência!

Coach disse...

Nem imaginas o nojo que me dão personagens como LFV,Moniz, Capristano, etc,,

Maior repugnancia que estes vermes me causam apenas os os Benfiquistas que vão lá votar nesta corja.

B Cool disse...

se vier é trucidado pela máquina

Meddler disse...

@JoãoSB

Não sei porque razão o negócio não se concretizou no imediato.

As 'inside info' a que tive acesso era de fonte que tenho como segura, o que não quer dizer que os negócios se cheguem a confirmar. Tal como quando o Paulo Machado foi falado para o Benfica... A proposta existiu de facto, mas o Toulouse rejeitou.

Queria ainda acrescentar que apenas quis partilhar com os benfiquistas na blogosfera a informação a que pude aceder.

Cumprimentos.

carlos disse...

http://panorama-c.blogspot.pt/2012/08/manifesto-anti-vieira.html

Anónimo disse...

Tenho estado de férias sem acesso a televisão e à net, portanto as únicas notícias que tenho tido do nosso Benfica têm-me chegado através da rádio.
Hoje de manhã, ouvi uma notícia que falava num jantar com vários elementos associados ao Benfica e no qual participaram nada mais nada menos o actual presidente, Luís Filipe Vieira, e um dos nomes mais falados nas últimas eleições como seu opositor, precisamente José Eduardo Moniz. (Se bem me recordo, e se estiver enganado corrijam-me, ele, na altura, não tinha as quotas em dia! Simplesmente caricato para quem se queria candidatar à presidência do Benfica.)
Dizia também a notícia radiofónica que estiveram nesse jantar outros elementos que, no passado, se tinham oposto ao actual presidente, assim como o presidente da Assembleia Geral, Luís Nazaré.
Não posso deixar de dizer que estranhei esta notícia, embora, para algumas pessoas, quando cheira a poder, os princípios podem ser deitados às urtigas.
Fiquei ainda com curiosidade sobre o que diriam os benfiquistas sobre este insólito jantar entre situacionistas, oposicionistas e oportunistas.
Aquilo que o JNF escreve sobre este assunto não está muito longe daquilo que eu penso e que se sintetiza neste ditado popular: “se não os podes vencer, junta-te a ele(s)”! Mas se pensam que com “papa e bolos enganam os tolos”, estão enganados.
Vou de férias mais uns (poucos) dias, novamente sem acesso à televisão e à net… mas para ter notícias como esta, mais valia não ter acesso a nada.
MM

PS:
Li, entretanto, alguns comentários e devo dizer que LFV faz o seu papel… dos “outros” é que não seria de esperar tanta desfaçatez.

godgil disse...

Enquanto um semi-analfabeto fascistóide das negociatas e um platinado e recém-liftado esquizóide se mantiverem no meu clube, tomei uma decisão: vou torcer pelo Benfica B...