segunda-feira, 8 de outubro de 2012

Equipa B? - Parte II

O Benfica B, na jornada 8 da Segunda Liga, defrontou o Leixões e apresentou o seguinte 11: Mika na baliza, defesa composta por Cancelo e Carole nas laterais, Ascues e Sidnei no centro da defesa. No meio campo, Luciano Teixeira apareceu como médio defensivo, tendo Leandro Pimenta e Élvis como interiores. No ataque, Duarte Duarte e Miguel Rosa apareceram nas faixas e Cafú na frente de ataque. Durante o jogo entraram Cláudio Correa, João Mário e Luís Martins para substituir Élvis, Duarte Duarte e Cafú, respectivamente. No banco havia Bruno Varela, Fábio Cardoso, João Teixeira e Victor Lindelof. Agora, pergunto eu, qual é o sentido de ter Luciano Teixeira a jogar e João Teixeira no banco? Qual é o sentido de colocar Cafú no centro do ataque e colocar Luciano Teixeira como trinco titular da equipa? Algum dia Luciano Teixeira vai ser jogador para a equipa A do Benfica? Já nem falo na dispensa absurda de Paulo Teles. De seguida, alguém que me explique qual é o sentido de oferecer a titularidade a Élvis, jogador claramente banal sem qualquer futuro no Benfica, tendo um Bernardo Silva a brilhar nos juniores, cheio de qualidade, no seu último de júnior? Não faria sentido chamá-lo à equipa B? Ou, se calhar, não faria sentido puxar Miguel Rosa para o centro do terreno, posição onde ele é jogador para um clube grande? Não faria sentido deixar de olhar para Rosa como um jogador que aparece bem a finalizar, e com agressividade para romper pelo flanco? Alguma vez Miguel Rosa vai aparecer no Benfica a jogar como extremo esquerdo? Duarte Duarte... 24 anos, jogador fraco, sem qualquer hipótese de entrar na equipa A e sem qualquer futuro no clube, a tirar o lugar a jovens promessas... Será que Dino não podia ser lançado no seu lugar? Ou Hélder Costa, que já jogou pela equipa B esta época? Não faço a mesma relação com Ascues, Fábio Cardoso e João Nunes porque ainda pouco vi do peruano.

Quais são os reais dividendos destas apostas? Resultados. É isso que se quer para a equipa B? Será que o propósito da equipa B não era potenciar jogadores jovens com qualidade para representar a equipa principal do Benfica? Um jogador como Mvom, ex-jogador da Académica, que actuou frente ao Tondela, é capaz de oferecer mais garantias que João Nunes, ainda júnior de 1º ano, ou Fábio Cardoso, júnior de 2º ano. Porquê? Por ser mais forte fisicamente e por ter outro andamento a nível sénior. João Nunes e Fábio Cardoso, provavelmente, errariam mais, mas é para isso que devia servir a equipa B. Para criar contextos de exigência superiores aos dos campeonatos nacionais da formação, para que a evolução dos jogadores seja estimulada. Alguém acredita que Mvom algum dia seja jogador para o Benfica? Não. Já com João Nunes e Fábio Cardoso a questão é claramente diferente, principalmente com o primeiro. O mesmo é válido para todos os jogadores que foram enunciados anteriormente.

No país que está ao lado, há uma equipa que lançou um miúdo na equipa B com apenas 15 anos. Fala-se do Barcelona e de Grimaldo. Este ano, é titular do lado esquerdo da defesa do Barcelona B com apenas 17 anos feitos em Setembro deste ano. Jean Marie Doungou foi lançado com 16 anos no ano passado, sendo suplente utilizado em 12 jogos. Esta época, vai dividindo jogos a titular com outros a suplente utilizado. Deulofeu, enorme esperança do Barça, foi utilizado na época passada em 34 partidas, sendo 23 como titular e chegou-se a estrear pela equipa A, fazendo um jogo na Liga BBVA e outro na Liga dos Campeões. E podia continuar com mais exemplos, mas parece que, nos dias de hoje, é um mundo à parte.

Os responsáveis do Benfica que abram os olhos. Existe qualidade em muitos jovens ligados aos quadros do Benfica, mas muito dificilmente evoluirão no Nacional de juniores e, porque não, no de juvenis. Os resultados, na equipa B, devem ser tudo menos o principal factor.


15 comentários:

B Cool disse...

Luciano Teixeira, João Mário e outro que não me recordo o nome são os guineenses que o Norton trouxe da sua passagem por aquelas terras.

Penso que o Benfica B serve para por um lado dar ritmo a jogadores que podem jogar na equipa A e precisam dele - Miguel Vitor, Jardel, Kardec, Sidnei etc., por outro para ir preparando jogadores para darem o salto - Mika, Cancelo, André Almeida, André Gomes e Ivan Cavaleiro.

Miguel Rosa é um mal-amado na Luz, ou no Seixal conforme preferirem, tal como é David Simão e nunca terão hipótese na equipa principal enquanto Jesus lá estiver.

Duarte Duarte veio por compensação de o varzim ter perdido o Neto sobre quem o Benfica tinha direito de opção. Não o acho fraco, mas não acho que tenha qualidade para chegar à equipa principal.

Quanto aos jovens jogadores que falas, não os conheço, mas a sua utilização num escalão superior deve ser bem enquadrada para que as primeiras experiências não sejam negativas, pois nem todos têm a maturidade de um Cancelo ou de um Ivan Cavaleiro.

Vários jogadores só jogam para dar equilíbrio à equipa e embora defendas que os resultados nunca deveriam ser o objectivo, a verdade é que é importante ter resultados, caso contrário numa equipa jovem os jogadores desmotivam-se facilmente e o Benfica não quer repetir os erros de anos passados, precisa de ter uma equipa na 2.ª liga e de preferência que não fique a grande distância das outras equipas B, o que não acontece face ao Sporting.

Não é o projecto ideal, não. Mas também não os há.

A equipa B do Benfica não partilha a mesma forma de jogar da equipa principal e isso só de si é um grande handicap para os jovens que sonham ter a hipótese de jogar ao mais alto nível, pois não conhecem os movimentos tácticos. Esse para mim é o principal problema.

Os dividendos só poderão ser avaliados se efectivamente a equipa B servir para a transição de mais jogadores da formação para a equipa principal e isso é algo qye só se poderá avaliar mais para a frente.

Anónimo disse...

Concordo com muito do que aqui foi dito acerca da equipa B...Já tinha feito alguns reparos acerca deste mesmo assunto e é com alegriaque vejo que partilham de algumas das minhas ideias...Já agora, seria interessante ter também um treinador/formador como lider deste processo e não um treinador/empresário...É irritante ver como a equipa B perde pontos quando aparentemente demonstra ser superior. Parece-me que há alguma falta de empenho e agressividade sobretudo no processo defensivo, associadas também a algum defice de inteligencia de jogo do ponto de vista colectivo. Já agora gastar 7 milhões no Sidnei e não agarrar o Neto, ex-nacional por menos de metade do preço parece-me mais um acto brilhante de gestão desportiva...

71460_5/8 disse...

Se os resultados fossem péssimos criticavam por isso. Como não são, começam as criticas de pormenor que podem parecer correctas mas carecem da prova dos nove, já que muito do que se diz é sem conhecimento do que acontece nos treinos.

O Mvom só jogou um jogo oficial. O Ascues jogou três mas as tuas dúvidas só são sobre o que jogou mais...

O Benfica tem 4 a 5 jogadores ex-juniores a jogarem a titulares em todos os jogos. Mas como não são 11, já começam a querer exagerar e a pedir putos de 16 anos para jogarem na equipa B. Se calhar o melhor é acabarmos com os juvenis e os juniores e eles saem directamente dos iniciados para a equipa B.

"Qual é o sentido de colocar Cafú no centro do ataque e colocar Luciano Teixeira como trinco titular da equipa?"

Um avançado a jogar a avançado e um médio a jogar a médio faz assim tanta confusão? E são eles antigos juniores. Imaginem se não o fossem.

Chegamos a conclusão que não basta serem antigos juniores. Tem de ser os ex-juniores que alguns gostam.

Fehér 29 disse...

O paulo teles foi dispensado? como sabes ???

onde estão os uruguaios que o benfica contratou:elbio alvarez, gianni não-sei-das-quantas???

elvis não me parece nada de especial, mas não é banal.

o barcelona é um caso à parte (infelizmente...)

este jogo agora com o portimonense foi muito fraquinho... kardec porquê?! a tirar lugar aos putos... dasse

ps: o helder costa está lesionado e o dino vem de lesão.

xirico disse...

Em princípio concordo com as tuas opiniões com a ressalva de que também são precisos resultados afim de não se baixar de divisão,o que é deveras importante.Portanto não tenho todas as certezas sobre a não utilização de jogadores mais experientes,mesmo que eles não venham a integrar futuramente a equipa A.Há que gerir com equilíbrio.

JNF disse...

Concordo perfeitamente. Tinha escrito há uns tempos, penso que ainda antes de a época oficial arrancar, que mais importante que a classificação no campeonato era desenvolver jogadores. Para mim, o Benfica B ficar em 8º, 9º, 10, 15º, é mais ou menos igual. O que interessa é potenciar jogadores para que possam actuar pela equipa A a curto/médio prazo.

E também me interrogo quanto às escolhas de Norton de Matos em alguns aspectos: João Mário? Luciano Teixeira? Claramente a mais, sem qualidade nenhuma. E o Cornejo, por que motivo não tem jogado, sabes?

Nuno Pinho disse...

Kardec não me preocupa porque tem mercado. Olá John vai ter as suas oportunidades, mas duvido que seja nesta temporada. Ainda está verde. De qualquer forma, não te preocupes com o "valor astronómico" porque só 20% dos direitos económicos pertencem ao Benfica.

Anónimo disse...

Acho que estão a analizar muita coisa numa equipa que nem tem campo para treinar, nem posto médico. Como é obvio existem as negociatas do futebol, do Matos, do Armando e mais 2 ou 3. Depois para o ano com mais calma podes fazer mais exigências e tentar perceber o que se quer para esta equipa. Em relação ao Barcelona esses jogadores estão lá desde os 10 anos de idade num projecto com mais de 15. O nosso começou verdadeiramente á 7 anos e tens ai agora as primeiras fornadas sendo que a geração Miguel Vitor foi já a meio deste projecto. Se é que se pode falar em continuidade.

SLB

Anónimo disse...

Para alguns o SLB deve ser imunes a criticas! Nada do que se faz no SLB é errado! Fazem sempre as melhores escolhas e tem sempre os melhores jogadores! O que aqui se trata e o que aqui se discute são erros de palmatória e que só acontecem por compadrios e jogos pouco claros...A centenas de Kms de distância e não necessitando de mais de 10minutos podemos constatar que o SLB está repleto de jogadores estrangeiros que nada acrescentam...Ou são craques ou então não se justifica o investimento quando por cá há portugueses de valor igual ou semelhante a um custo mais Baixo e menos arriscado! Sidnei,Kardec, Elvis,José Luiz Fernandez,Filipe Menezes,Eder Luis,Airton,Filipe Bastos,Julio Cesár, Weldon, Rodrigo Mora, etc...Ou alguns ex-juniores:Edson Silva,Vinicius Silva,Bakar, Romulo Santos, Ademir Santos,Jean Silva, Rodrigo Cabeça,Diagné, Monday, etc...O que é isto!? Que jogadores são estes!? Quantos destes ex-juniores estão no Benfica!? Alguém me explica o porque de terem sido contratados!? É deprimente...

André Sousa disse...

B Cool, os jogadores que vieram foram apenas esses dois, que antes tinham estado a cumprir um período de testes no Newcastle.

A utilização de jogadores da equipa A deve ser algo muito bem pensado. O Kardec, por exemplo, não me parece jogador para andar a jogar pela equipa B. Em relação ao Sidnei concordo plenamente. Outro é o Ola John, que podia muito bem ter minutos na equipa B, de forma a acelerar o seu processo de adaptação num contexto com menor pressão.

Miguel Rosa só é um mal-amado para os que pouco percebem de futebol, sinceramente. É um jogador muito acima da média, com lugar em muitas equipas da liga. Mas não como extremo.

O Duarte Duarte nunca devia ter vindo. Podiam muito bem ter trazido o Rui Coentrão, já que andaram a observar o Varzim.

Não acho que o Cancelo ou o Ivan tenham uma maturidade acima da média. Têm qualidade e por isso acabam por fazer a diferença.

Não vejo onde é que é importante ter resultados. E quando falo em ter resultados, refiro-me a ficar nos 4/5 primeiros lugares da tabela. Isso, por vezes, sacrifica aquilo que se falou atrás. Prefiro ver o Benfica em 10º a jogar com uns 7/8 jogadores jovens, com qualidade para singrar no Benfica, do que ganhar a 2ª liga com 3/4 jogadores jovens e os restantes a virem da A e a serem jogadores mais tarimbados.

O Benfica não vai ter o Jesus no comando por muito mais tempo. Este projecto nunca deverá ser igual ao da equipa A, dado que não existe um modelo de jogo semelhante em toda a hierarquia do futebol do Benfica. Aquilo que deve ser feito, é formar jogadores de forma universal. Um jogador inteligente e bom tecnicamente, cabe em quase todos os modelos de jogo...


71460_5/8, eu falo por mim, não por mais ninguém. Não vejo em que é que o treino pode influenciar a opinião sobre este tema em específico. E eu já vi vários treinos do Norton de Matos, mas não na equipa B.

Há coisas que são relativamente simples de entender. Uma é de que o Mvom não tem qualidade para integrar uma equipa principal do Benfica. Sobre o Ascues, tem características interessantes, mas tenho dúvidas se não será curto para uma equipa principal.

O Benfica tem 4 a 5 jogadores ex-juniores a jogarem a titular em todos os jogos? Cancelo, Ivan e mais quem? A não ser que entre ex-juniores entrem o Miguel Rosa e o Pimenta. Ninguém pediu jogadores de 16 anos para a equipa B. Saber ler é importante, mas mais importante é saber interpretar um texto. O Benfica, por acaso, até tem um jogador com 16 anos que podia muito bem ser rodado na equipa B, o Romário Baldé.

O Cafú foi avançado no último ano de júnior. Foi vítima do síndrome do "jogador possante que marca vários golos tem de ser tão ponta de lança".

Basta serem jogadores com qualidade para integrar a equipa principal. Se esse critério for cumprido, pouco me importa se são da formação ou não.


Fehér 29, o Paulo Teles foi dispensado e assinou pela equipa B do Depor. Creio que ficámos com o direito de opção, mas sem certeza.

Os uruguaios ainda não são certos. O Benfica tem um direito de opção, que pode exercer, mas é um negócio muito complexo.


JNF, já li que o Cornejo não jogava porque não tinha qualidade e só tinha vindo por causa de uma jogada de empresários/favores, mas nunca vi nada do rapaz, por isso não posso falar muito.


Anónimo, a equipa B do Benfica tem campo para treinar e posto médico. Aliás, falta de instalações é algo que não existe. O problema é isso ser óbvio. Não deviam existir negociatas nenhumas, ainda para mais quando se fala duma equipa B que tem como objectivo desenvolver jogadores para a equipa principal. O projecto do Barcelona é, sem dúvida, um projecto sólido e muito complexo. Mas o que foi aqui discutido nada tem a ver com um projecto tão complexo. Tem a ver com questões bem simples.

B Cool disse...

O outro que eu pensava era o Alseny Bah, mas posso estar enganado.
Na questão do Kardec discordo, pois acho que sendo o Kardec jovem e não tendo lugar na equipa principal é preferível ir jogando e tendo ritmo, podendo ser chamados para jogos da Taça da Liga ou da Taça de Portugal mas evitar a perda total do jogador através de mantê-lo na bancada, à semelhança do que acontece actualmente com o Ola John.

Concordo com o que dizes relativamente ao Miguel Rosa, mas com Jesus é assim. Sobre o Duarte Duarte reservo-me ao direito de ver mais jogos antes de dar uma opinião definitiva sobre ele, mas acho que nunca terá lugar na equipa principal.

Quanto aos resultados não defendo que devam passar jogadores da equipa principal para obter resultados. Acho que à semelhança da formação devem ter uma cultura de vitória e de jogar para ganhar. Mas a falta de resultados se existir, deverá haver cuidado de quem gere para evitar descidas u muitas derrotas seguidas que possam conduzir à desmotivação do grupo.

O recurso a jogadores da equipa principal deve ser feito como tem sido, preparar jogadores sem ritmo para entrarem na equipa principal, em especial se forem jovens.

André Sousa disse...

B Cool, o Alsény já cá está há vários anos. Faz parte da geração de iniciados onde pontificava o Bakary.

A questão é que na equipa A, muito dificilmente terá lugar. Há Cardozo, Rodrigo e Lima. E, sinceramente, até me parece preferível adaptar o modelo de jogo e jogar com três médios, do que colocar o Kardec em campo. E digo que não acho que a sua utilização na equipa B seja acertada porque não o vejo com futuro no Benfica. Deveria ter sido vendido quando teve oportunidade para sair. Era menos um na folha salarial e mais dinheiro a entrar no clube por um excedentário. O Ola John, até pelo investimento que foi feito nele, é um jogador que tem de ter minutos de jogo. A equipa B seria benéfico para ele, devido ao contexto em que se encontra. Menos pressão, menos visibilidade, menos qualidade dos adversários... Era óptimo para começar a dar cartas e subir à equipa A.

Eu também não estaria interessado em obter uma série de derrotas consecutivas e andar a lutar para não descer. Isso desmotivaria os jogadores. O contexto da formação não é nada animador para a evolução dos jogadores. Adversários muito fracos, poucos jogos competitivos durante o ano... Coisas que a 2ª liga poderia oferecer. O Sporting, por exemplo, tem uma equipa muito jovem e está em 1º. Até poderia estar em 10º. Parece-me que com trabalho de treinador, um modelo de jogo ofensivo, digno de equipa grande, um número considerável de jogadores da formação já poderia ter tido várias oportunidades na equipa B.

Fazendo assim um esboço, muito por alto...

Mika, Varela.
Cancelo, Bruno Gaspar.
Carole, Luís Martins e Pedro Rebocho
João Nunes, Fábio Cardoso
Sidnei, Ascues
Cafu, Luciano Teixeira, João Teixeira
Leandro Pimenta, André Gomes
Miguel Rosa, Bernardo Silva, Guzzo
Ivan Cavaleiro, Derlis Gonzales
Hélder Costa, Dino
Correa, João Mário e João Gomes

Pelo menos, todos estes jogadores seriam incluídos no trabalho da equipa B. Os que não tivessem hipóteses de jogar pela B, jogariam pelos juniores.

B Cool disse...

André, gosto dos teus comentários, pois pareces-me ser bastante conhecedor da formação.

Em relação ao Kardec discordo em absoluto. O BSF adquiriu uma parte do passe do Kardec por um valor substancial e seria muito prejudicial que o Benfica mantivesse o Kardec na bancada ad eternum a desvalorizar-se. Obviamente que também não considero que seja jogador para o Benfica, mas dado que no Brasil apesar de gostarem dele, ninguém está disposto a pagar um valor equivalente ao que o BSf pagou por parte do passe, vejo com muita dificuldade que ele vá para esse mercado sem que Benfica e BSF percam um valor substancial. Se porventura, BSF e Benfica registarem as imparidades relativas à perda de valor então sim acho que será mais fácil vendê-lo, mas isso implica a assunção de prejuízos que não me parece que Benfica e BSF queiram fazer.

Daí que considero que ir jogando na equipa B, o que não é incompatível com o jogo com 3 médios como se viu contra o Portimonense, e aproveitar jogos mais fáceis para o ir lançando na equipa principal é a estratégia mais correcta.

Estranho que não contes com o Daniel Martins, o João Faria, o André Almeida e o Carole. Deduzo que o Dino seja o Sancidino, jogador em quem eu tenho muitas esperanças. Há algum motivo para essas exclusões ou apenas consideras que não têm qualidade ?

Quanto ao Correa acho que é o mesmo que o Duarte Duarte só que mais novo. Não me parece que alguma vez venha a ter qualidade para jogar na equipa principal e assim não deveria estar no plantel.

Sobre o Cornejo, já vi que também não podes adiantar muito, mas duvido que seja pior que o Mvom e este já jogou.

Fehér 29 disse...

o cornejo jogou num jogo treino benfica b vs benfica seniores e matou, repito MATOU o luisinho... duas cuecas e dois nós cegos, leva a bola coladinha aos pés... o puto é máquina!

André Sousa disse...

B Cool, o futebol de formação é uma das minhas grandes paixões, dentro do futebol. Espero ter oportunidade para fazer vários posts sobre o mesmo, no futuro.

O melhor para ambas as partes, sinceramente, parece-me a sua venda. É que não estou a ver ninguém a dar 6 milhões por ele, valor no qual ele foi avaliado, se não estou em erro. O fundo ganha algum e livra-se de um activo sem grande potencial. O Benfica lucra algum e deixa de pagar o salário a mais um excedentário. Mas o fundo não é totalmente claro nestas questões, pelo que me é impossível dizer se isto é provável ou não.

O Carole está lá. O Daniel Martins é fraco. Não percebo, sequer, a existência de um contrato profissional para ele, mas podiam tê-lo emprestado, já que a equipa B conta com dois jogadores superiores a ele. E mais depressa apostava no Rebocho no que nele. Não consegui ver grande coisa do João Faria, mas parece-me que neste momento é carta fora do baralho. Apoio estas contratações, desde que feitas com critério. O Duarte Duarte, como já disse anteriormente, não veio cá fazer nada. Sobre o João Faria... Vi pouco, mas também não me pareceu ter muito por onde explorar. No entanto, podíamos ter aproveitado há dois anos o Neto, que hoje está em destaque na Série A (apesar de me parecer já algo overrated). Do Varzim, o André André, que está no Vitória SC, o Salvador Agra, que é um jogador interessante, sem ser excepecional, e o Rui Coentrão, ala esquerdo, que ainda anda por lá. Desde que feitas com critério, há contratações interessantes, nestas divisões mais baixas. O André Almeida, que conheço desde os tempos do Belenenses, é um bom jogador, com algum potencial para explorar. Mas, como disse quando foi contratado, nunca para a lateral direita. Gosto de o ver jogar no meio campo, preferencialmente como médio defensivo. Pelo que tem feito, e por só haver Matic na equipa A para jogar como 6, seria de lhe dar uma oportunidade. Sim, o Dino é o Sancidino. Vem de uma lesão grave, e já prometeu mais. É mais uma das vítima da má gestão da formação no Benfica. Esteve três anos nos juvenis A. Três. É completamente absurdo.

Não acho o Correa nada por aí além. Tem características interessantes, sabe segurar a bola, mostra saber jogar com os médios, mas é curto para a equipa A. Resta saber como pode evoluir no futuro.


Fehér 29, também foi o que me constou, mas... Foi a única indicação que tive dele, a nível de jogo jogado. E sejamos honestos, driblar o Luisinho não é propriamente difícil.